Uma das piores dores é a da pedra no rim, pelo menos é o que todo mundo que passa por essa situação conta. Agora imagina ter uma pedra de 770 gramas dentro da sua bexiga? Uma pedra quase do tamanho de um ovo de avestruz! O site Mega Curioso, parceiro do Catraca Livre, publicou esse caso surpreendente. Entenda:

Esses cálculos também podem aparecer na bexiga e se formam quando a urina se torna mais concentrada e os minerais presentes nela naturalmente se cristalizem. Geralmente, o problema ocorre quando não conseguimos esvaziar a bexiga completamente e os principais sintomas incluem dor intensa no baixo abdome e presença de sangue no xixi. Ademais, se as pedras não foram eliminadas, elas podem dar origem a infecções e outras complicações.

Existem pessoas que desenvolvem cálculos pequenininhos que são expelidos pelo próprio corpo na urina, enquanto outras precisam fazer tratamentos e uso de medicamentos para expulsar os danados. Entretanto, alguns pacientes desenvolvem pedras maiores e, para se livrar delas, precisam passar por cirurgia — e esse é o inusitado caso que vamos contar a seguir.

Créditos: (The New England Journal of Medicine)

O cálculo renal alocado na bexiga

Pedregulho
De acordo com Michelle Starr, do site Science Alert, médicos de um hospital em Long Beach, nos EUA removeram uma pedra quase do tamanho de um ovo de avestruz da bexiga de um homem. O mais incrível é que o paciente carregando esse pedregulho no ventre vinha sentindo um pouco de dor no lado esquerdo do abdome, mas só começou a ter dificuldades para fazer xixi três dias antes de ir ao hospital.

Os médicos descobriram o imenso cálculo — e outro menor no ureter esquerdo — depois de submeter o paciente a uma tomografia. Segundo Michelle, a pedra maior tinha nada menos que 12 x 9,5 x 7,5 centímetros e pesou 770 gramas! Para referência, um ovo de avestruz mede, em média, 15 centímetros de altura e pesar perto de 1,5 quilo. Vale destacar que é bastante raro que alguém desenvolva ovos pedras tão grandes e, no caso específico desse homem, o problema está associado a um problema de saúde anterior.

Esse paciente — cuja identidade não foi revelada, mas tem 64 anos de idade — sofreu com um câncer agressivo de bexiga há 10 anos e teve que ter o órgão removido e substituído por um criado a partir de partes de seu intestino. Continue lendo no Mega Curioso