Créditos: divulgação

A indústria têxtil é construída em um modelo ultrapassado que gera desperdício e poluição

O mercado da moda movimenta anualmente cerca de 2,4 trilhões de dólares no mundo. É muito dinheiro. Algo difícil de imaginar. Segundo um estudo da consultoria McKinsey, este é um dos raros casos de sucesso na economia na última década.

O setor cresceu em torno de 5,5% por cento ao ano. Se o valor gerado pela indústria da moda fosse comparado ao PIB – produto interno bruto – de um país, ela seria a 7ª maior economia do planeta.

Infelizmente, os números grandiosos de faturamento do segmento são repetidos pelo seu desperdício. Estima-se que, a cada segundo, o equivalente a um caminhão de lixo cheio de sobras de tecido é queimado ou descartado em aterros sanitários. Ou 500 bilhões de dólares são jogados fora, por ano, com roupas que mal foram usadas ou quase nunca recicladas.

Continue lendo a matéria aqui.

  • Veja também:

Tecido biodegradável pode virar adubo para horta… e menu gourmet!

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.