Créditos: Luciano Zandoná

A Mata Atlântica é um dos biomas com maior diversidade de orquídeas das Américas

Orquídeas são, em sua maioria, epífitas (mais de 75%), que significa planta que vive sobre outra sem a prejudicar, mas não são parasitas. Vivem sobre galhos e troncos de árvores, e também sobre rochas (rupícolas) ou no solo (terrícolas).

No mundo, existem cerca de 30 mil espécies de orquídeas, que habitam todo o globo terrestre, com exceção dos polos e regiões desérticas e, nas florestas tropicais, está a maior concentração de espécies.

Mas a grande questão a cerca das orquídeas, hoje, é que sofrem grande pressão antrópica devido à coleta indiscriminada, o comércio ilegal e a supressão de habitats. Por isso, elas estão entre as espécies de plantas mais coletadas ilegalmente em todo o mundo.

E isso significa que podem entrar em extinção. Entenda porquê, aqui, no texto do biólogo Luciano Zandoná.

  • Leia mais:

'Tratado de Plantas Medicinais': o poder de cura de 383 espécies

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.