Em julho de 2013 São Paulo vai ganhar sua primeira usina de energia solar. Trata-se de uma área anexa ao Parque Villa-Lobos, na zona oeste, onde será instalada uma pequena usina de energia fotovoltaica, que será interligada à rede elétrica já existente na capital e deverá entrar em funcionamento em dezembro do mesmo ano.

O projeto é uma iniciativa da USP em parceria com a Companhia Energética de São Paulo (Cesp) e custará cerca de R$13 milhões para ser realizado. Uma área do parque de 10 mil metros quadrados será usada para a instalação de 3 mil painéis solares fixos.

A miniusina terá capacidade para produzir 0,5 megawatt/hora – o suficiente para abastecer 300 residências, por exemplo – que serão integrados à rede elétrica da capital. A intenção do projeto, que vai durar três anos, é avaliar como funcionaria a captação, a produção e a distribuição de energia desse tipo na cidade. O objetivo final dessa e de outras iniciativas é reduzir a um terço o custo atual de R$ 300 por megawatt/hora da energia de origem fotovoltaica. Custando R$ 100, ela estaria no mesmo patamar da energia eólica, por exemplo.

reprodução

Créditos: reprodução

Serão 3 mil painéis instalados em 10 mil metros quadrados, o que será suficiente para alimentar 300 residências