Os designers espanhóis Martín Azúa e Gerard Moliné deram novos contornos ao conceito de vida após a morte. Para isso, criaram a Urna Bios, um baú biodegradável que faz com que as cinzas de um ente falecido deem origem a uma nova vida, uma planta.

Créditos:

O recipiente é feito de casca de côco, turfa, celulose e sementes

O recipiente é feito de turfa (material em semi-decomposição), casca de côco, celulose e sementes. As cinzas devem ser depositadas no interior da urna que em seguida deve ser enterrada e regada. A ideia é reintroduzir o ser humano ao ciclo da natureza e dar um fim belo e poético aos restos mortais de uma pessoa querida.