Há cerca de dez anos as irmãs Anna Claudia Haddad, 26, e Camila Haddad, 25, saíram do Estado do Mato Grosso do Sul e se instalaram na capital paulista para desenvolver seus estudos. Vindas de uma família tradicional do Estado - o pai é engenheiro e professor - Anna graduou-se em Direito pela PUC-SP e Camila fez Administração na FGV. Mas qual motivo fez a dupla pensar em algo em comum? A vontade de criar e implementar novas ferramentas que ajudem na construção de conhecimentos. Disto nasce o Cinese.me.

Trata-se de uma plataforma de "que nasceu do nosso descontentamento com o sistema tradicional de educação e principalmente da ideia de que todo conhecimento é útil e todo mundo tem algo para compartilhar", explica Anna Claudia, uma das idealizadoras.

O projeto - agendado para ser lançado no final deste mês - é uma plataforma crowdlearning que serve para que os usuários ofereçam e pesquisem ofertas de encontros de todas as áreas do conhecimento. Para fazer parte desta ideia, o usuário deve criar um login - que pode ser o mesmo do Facebook - e, em seguida, indicar o tipo de conteúdo que deseja oferecer. Os dados, então, são postados na plataforma e os encontros são feitos de maneira presencial, obrigatoriamente.

O cadastro é exigido apenas para quem quer oferecer conteúdo. Aos demais interessados, é possível navegar pelo site, observar as informações, porém, sem interação. "Os participantes (cadastrados) definem data, hora e preço para o encontro, que são automaticamente publicados. Interagem, opinam sobre o conteúdo e se inscrevem, realizando o pagamento via plataforma de pagamento seguro", conclui Anna Claudia.

Vale lembrar que nem todos os encontros têm custo. Pesquisando, o usuário pode encontrar aulas gratuitas. Anna Claudia e Camila têm a expectativa de que o Cinese seja lançado 200 perfis, mais o agendamento de 200 encontros.

 

Imagem Autor

Jornalista, amante da comunicação.

+ posts do autor