Os atores Nicette Bruno e Paulo Goulart têm se esforçado, desde 2004, para fazer com que o teatro chegue ao público universitário. Eles encabeçam o projeto Teatros nas Universidades (TU), com o intuito de produzir peças teatrais, apresentadas gratuitamente em entidades de ensino superior da cidade de São Paulo. “Ele [o teatro] é uma fonte viva de sabedoria, que penetra em você. Desperta uma visão de interesse e, consequentemente, uma visão de mundo”, conta a atriz. Como o trabalho e a procura estão surtindo efeito, estréia nesta terça-feira, 10, às 20h, na sede do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) a peça “A Mulher que escreveu a Bíblia”. O texto é de Moacyr Scliar, com adaptação de Thereza Falcão e direção de Guilherme Piva.

divulgaçãoXXxxx

Créditos: XXxxx

Casal produz "Teatro nas Universidades"

Segundo Nicette, a trama é “uma reflexão sobre processos de assimilação”. Em termos práticos, a peça, conta a história de uma mulher contemporânea que descobre, por meio de terapias, a identidade de sua  outra vida. A revelação dá conta de que ela foi, num passado longínquo, uma das 700 esposas do rei Salomão, mas com um diferencial: era a mais feia de todas. Embora não tivesse beleza, era a tal mulher a única capaz de ler e escrever. A partir de então, a narrativa acontece, através de linguagens formais e coloquiais.

O Teatro nas Universidades é patrocinado pelo Banco Santander e, no caso da peça “A Mulher que escreveu a Bíblia”, permanece em cartaz até o dia 1º de abril. O programa já passou por quase 100 universidades e teve mais de 80 mil alunos participantes, distribuídos em 242 sessões. Em 2008, recebeu o Prêmio Especial da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes).

A procura e o interesse pelos universitários foi aumentando, conforme a platéia tomava conhecimento do projeto. “Percebemos que cerca de 60% dos paulistanos não iam ao teatro. Com o tempo, soubemos que alguns alunos se organizaram para criar grupos de teatro amador.”

Quem foi?

Salomão foi um dos reis judeus. Durante seu reinado fez questão preservar as artes. Compôs obras poéticas, inclusive o Cântico dos Cânticos (livro do antigo Antigo Testamento da Bíblia, com oito capítulos). Salomão ficou conhecido pela quantidade de seus casamentos – teve 700 esposas.

Imagem Autor

Jornalista, amante da comunicação.

+ posts do autor

A Mulher que escreveu a Bíblia