Os países da Europa são alguns dos destinos mais visitados e prestigiados do mundo, contando com beleza cênica, história e cultura fortemente presentes em quase todas suas principais cidades, mas não é apenas por isso que são tão populares entre os viajantes --outro importante motivo que atrai tanto os turistas é a facilidade que se tem para viajar de um lugar ao outro, permitindo incluir múltiplos destinos em uma só viagem.

Trem que leva até o topo da Jungfraujoch, na região suíça de Interlaken, considerada o topo da Europa

Créditos: Trem que leva até o topo da Jungfraujoch, na região suíça de Interlaken, considerada o topo da Europa

Trem que leva até o topo da Jungfraujoch, na região suíça de Interlaken, considerada o topo da Europa

Essa facilidade se deve principalmente aos trens europeus, que oferecem eficiência, modernidade e conforto enquanto conectam a maioria de seus países em poucas horas. Para quem quiser entender um pouco mais sobre eles, nós, do Dubbi, site feito especialmente para viajantes, reunimos importantes dicas, além das que já havíamos postado --e que você pode ler aqui.

Prós x Contras

São muitos motivos a favor de utilizar os trens para viajar pela Europa. Primeiramente, além da praticidade das localizações das estações, que geralmente ficam ou no centro das cidades ou nas proximidades, o que irá lhe economizar tempo e dinheiro (ao contrário de aeroportos, que normalmente estão situados longes e há ainda a necessidade de fazer check-ins), elas também são muitas vezes consideradas pontos turísticos de tão bonitas e impressionantes que são.

Vagão bar no trem Elipsos que faz o itinerário França-Espanha

Créditos: Vagão bar no trem Elipsos que faz o itinerário França-Espanha

Vagão bar no trem Elipsos que faz o itinerário França-Espanha

Outro ponto positivo é que, se o seu próximo destino está perto do país em que você já se encontra, ou se você está viajando pelas cidades de um só país, os trens acabam ficando muito mais em conta do que avião, tanto por questões de preços (se reservado com antecedência, as passagens de trem podem ser muito mais baratas que as aéreas) quanto por questões de paisagens, já que, pela janela, você poderá observar os mais pitorescos cenários da Europa.

O único ponto contra os trens é que eles só perdem para o avião quando a viagem que você irá fazer é de longa distância – neste caso, os trechos podem durar muitas horas e irá lhe custar tempo que você poderia aproveitar passeando, além de ser também muito desgastante.

Para onde ir

trem_3

Créditos: trem_3

 

Nos principais sites dos trens europeus, como o Eurail e o Rail Europe, são oferecidos itinerários já prontos para facilitar a parte do planejamento da viagem, que muitas pessoas não gostam, ou também para ajudar e inspirar os viajantes que ainda estão indecisos sobre onde devem ir. Você poderá achar diversas opções de roteiros, como gastronômicos, românticos, históricos, pelo período de tempo que você ficará viajando, por região (destinos mais populares, Europa Central, Oriental ou Ocidental, áreas próximas, etc.), por país, ou então você pode optar por montar seu próprio itinerário.

Reserva de assentos

trem_2

Créditos: trem_2

A maioria da empresas deixa que os viajantes escolham o assento

Apesar de algumas companhias de trens exigirem a reserva de assentos (geralmente os de alta velocidade, os noturnos e alguns internacionais, como o Thalys e o alemão ICE-Sprinter), a maioria delas deixa que os viajantes escolham o que preferem. No entanto, essa questão pode variar muito e depende da empresa que você irá fazer a viagem --para quem quiser garantir cadeira com antecedência, pode ser cobrado uma pequena taxa para selecionar o assento; em outros casos, existe a possibilidade de comprar as passagens após já ter embarcado, pois os cobradores passam pelas cabines e, quem ainda não estiver com ingressos em mãos, pode comprar na hora, mesmo se o trem já estiver em movimento.

Bagagens

Mais um ponto positivo para os trens: as companhias são muito flexíveis (principalmente em comparação com as companhias aéreas) quando se trata do tamanho e peso das bagagens. No geral, é permitido levar, por passageiro, uma mala de mão (sem limites de peso) e até duas outras de porte médio (comprimento máximo de 85 centímetros) --mas lembre-se que você terá que carregá-las consigo pela estação e dentro do trem, portanto, quanto mais leve, mais fácil para você. Também como já mencionamos, não é preciso fazer nenhum tipo de check-in antes de embarcar, mas nós aconselhamos que todas suas bagagens sejam devidamente identificadas com nome, endereço e telefone do portador.