Não muito longe de São Paulo e com acesso facilitado por balsas, a baía da Ilha Grande é um dos lugares mais exclusivos do litoral sudeste do Brasil.

Só na Ilha Grande, um dos destinos dessa baía que abriga também Paraty e Angra do Reis, são quase 200 km², mais de 100 praias e 12 enseadas.

Créditos: Eduardo Vessoni

Praia de Parnaioca, no Mar de Fora, na Ilha Grande

Em outras palavras, não vão faltar lugares para você fazer trilhas, mergulhar em águas rasas ou, simplesmente, fazer nada em faixas de areia abrigadas.

São tantas opções de atividades que a Ilha Grande é a viagem que não cabe na mesma viagem. É daqueles lugares para você voltar, algumas dezenas de vezes.

De trilhas isoladas e baías tranquilas a excursões muvucadas em barcos lotados de turistas que saem da Vila do Abraão, a Ilha Grande tem opções para todos os estilos (e nível de paciência).

Se a ideia for férias tranquilas em praias vazias de águas calmas, a melhor opção (de hospedagem e para passeios) ainda é a Costa Continental, em baías como Araçatiba, Sítio Forte e Bananal.

Créditos: Eduardo Vessoni

ista do cais de Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro

Considerada a maior enseada da ilha, o Abraão é a porta de entrada mais comum, cujo crescimento vertiginoso se deu para atender à demanda do presídio Cândido Mendes, que funcionou na vizinha Dois Rios, até 1994.

Fora dali, o turismo assume ares de viagem mais personalizada, em baías protegidas e de mar calmo, voltados para o continente. Aquelas águas abrigadas que hoje atraem casais e famílias foram, durante dois séculos, endereço de piratas interessados em saquear embarcações que saíam de Paraty, carregadas de ouro.

“Eles tinham a Enseada de Araçatiba como um porto seguro e conseguiam visualizar os navios que saíam de Paraty”, explica Tatiana.

Créditos: Divulgação

Trekking na Ilha Grande

Como chegar

Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro, fica a 410 km de São Paulo e a 150 km da capital fluminense, aproximadamente.

– de carro

De São Paulo, pega-se a Dutra, em direção a São José dos Campos e logo a Tamoios, via Caraguatatuba, passando por Ubatuba e Paraty.

É possível também chegar ao sul do Rio de Janeiro, via Cunha, no interior de São Paulo, de onde se toma a cenográfica Cunha-Paraty.

Uma alternativa, preferência dos motoristas de ônibus fretados, é seguir pela Dutra até Barra Mansa, no sul do Rio de Janeiro, e logo a RJ-155 até Angra dos Reis.

Créditos: Tatiana Melo/Divulgação

Praia do Aventureiro, no Mar de Fora, na Ilha Grande

Do Rio de Janeiro, o acesso é pela Rio-Santos até Angra dos Reis.

Fique atento ao aumento de tráfego, em direção à Costa Verde, nos períodos de férias e feriados.

– de ônibus

Reunidas (de São Paulo são cerca de 7h30 de viagem) e Costa Verde (do Rio de Janeiro são 3 horas, aproximadamente).

Travessias

Créditos: Eduardo Vessoni

Lagoa Verde, na Enseada de Araçatiba

Carros não entram na ilha, por isso é preciso deixá-los no continente.
Embora mais distante, a Vila do Abraão é a principal porta de entrada, cuja travessia de 1h20, aproximadamente, é operada por empresas como a CCR Barcas, saídas de Angra às 15h30 (dias úteis) e às 13h30 (finais de semana) R$ 17; Objetiva, às 9h, 12h e 18h30 (R$50); e Água Viva, de R$ 25 a R$ 50 (às 7h, 13h e 15h), com opção de travessias em lanchas rápidas.

Com exceção das da Vila do Abraão, as pousadas da Ilha Grande costumam oferecer transfers para seus hóspedes.

Melhor época para ir

Créditos: Eduardo Vessoni

Praia de Jurubaíba, mais conhecida como Praia do Dentista

Tudo vai depender de qual é a sua pegada. Mas pode ter certeza de que tem uma ilha disponível para você o ano inteiro.

Para quem pretende navegar ou mergulhar, os meses de inverno apresentam dias mais secos e águas com maior visibilidade, embora mais frias. É nessa época de clima mais ameno que acontecem as caminhadas de longa travessia no Mar de Fora.

Já no verão as águas são mais quentes e há maior probabilidade de tempestades, no final da tarde. É nessa época que os preços aumentam e a espera para travessia em balsas podem tirar o humor.

Os meses de primavera e outono, com número menor de visitantes, são conhecidos pelos dias de céu claro, temperaturas mais amenas e águas menos frias.

Selo Facilite

Onde ficar

Pousada Mar de Araçatiba
Pousada simples e quartos com varanda, na praia de Araçatibinha, na Enseada de Araçatiba. Reservas: [email protected]

Maria Bonita
Essa pousada na praia do Passaterra, na Enseada do Sítio Forte, é conhecida pelo sistema all inclusive, com refeições, passeios e transfers do e para o cais de Angra. Site: pmbonita.com.br

Nautilus (praia de Jaconema / Enseada do Bananal)
Conta com opções de quartos e chalés. Site: nautilusilhagrande.com.br

Confira outras dicas em Viagem em Pauta

Imagem Autor

O Viagem em Pauta é o projeto pessoal do jornalista Eduardo Vessoni, profissional que atua com turismo desde 2008 e já colocou os pés em todos os continentes.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.