Que tal usar seus dias livres para ajudar a preservar  um dos lugares mais lindos do Brasil sem se preocupar em pagar hospedagem e alimentação? Tentador, né?  Pois saiba que é mais fácil do que você imagina!

Na minha última viagem visitei o Parque Nacional Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso. Um lugar belíssimo com vários atrativos naturais que você confere aqui. Lá, conversei com a chefe do parque, Cíntia Brazão, que me deu o passo-a-passo pra quem quer viver essa experiência.

Créditos:

O Parque Nacional Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, tem programa de voluntarismo

O trabalho voluntário faz parte de um programa nacional de vários Parques do Brasil. No de Mato Grosso já são três anos recebendo gente disposta a contribuir para manutenção do local. A maioria dos candidatos são do Estado mesmo, mas vai gente de todo o Brasil trabalhar lá. Os voluntários de fora ficam quanto tempo puderem, geralmente é algo em torno de um mês.

Créditos:

O trabalho voluntário faz parte de um programa nacional de vários Parques do Brasil

E você pode ajudar de várias maneiras! Normalmente o pessoal fica na área de visitação, recebendo o público, tirando dúvidas, ajudando escolas ou acompanhando os pesquisadores visitantes. Mas é possível também trabalhar com educação ambiental, com as pesquisas em andamento no parque, catalogar fauna e flora, colaborar com o site e outras funções.

O parque recebe em média 30 voluntários por ano, 20 de Mato Grosso e 10 de outras regiões. O transporte até lá é por conta do voluntário, mas o parque tem parcerias com pousada e restaurantes que bancam a alimentação e hospedagem de quem for trabalhar no local.

Créditos:

Os voluntários são muito importantes principalmente perto de feriados prolongados e fins de semana

Para a diretora do parque, os voluntários são muito importantes principalmente perto de feriados prolongados e fins-de-semana. Nessas épocas o local enche de turistas e fica difícil o controle de todos. Ela garante também que todos os voluntários saem de lá satisfeitos, eles desenvolvem habilidades diferentes, descobrem mais sobre as riquezas naturais do Brasil e conhecem gente nova. É uma forma de ajudar o meio ambiente e ter uma experiência única!

Para se inscrever é preciso mandar um e-mail para a direção do parque [email protected]. É necessário informar a formação, habilidades e período que pode ficar lá. Quer mais informações sobre a Chapada dos Guimarães? Clica aqui. 

Para receber mais dicas como esta, faça seu cadastro no site! Tem novidades exclusivas!

Por Bárbara Lins, do blog Descobertas Bárbaras