Carro de advogado de Najila é atacado por fã de Neymar

"Era um fanático", disse o advogado à ESPN

Por: Fábio Andrighetto | Comunicar erro

Cosme Araújo, advogado de Najila Trindade, mulher que acusa Neymar de estupro, teve o carro atacado por fã do jogador. O veículo foi danificado em Ilhéus, na Bahia.

Segundo a ESPN, motorista dirigia o automóvel quando um homem atacou e quebrou uma das lanternas. “Isso é porque ele está ajudando alguém contra o Neymar”, teria dito o agressor.

Crédito: Reprodução/SBT e InstagramNajila revela novos detalhes da noite com Neymar ao SBT

Apesar do dano, ninguém ficou ferido.

Crédito: Reprodução/InstagramNajila mandou áudio para Neymar dizendo para ele assumir o que fez

. 1º de Junho

Em 1º de junho veio a público a notícia de uma denúncia de estupro contra Neymar, registrada em boletim de ocorrência (B.O.), no dia 31 de maio, pela Najila Trindade (sua identidade só foi revelada no dia 5 de maio) na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em São Paulo. No B.O., ela afirma ter sido agredida e estuprada pelo atacante do Paris Saint-Germain, no dia 15 de maio, em Paris.

O estupro e as agressões teriam acontecido após o jogador chegar agressivo e aparentemente embriagado, no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe, onde Najila estava hospedada.

Neymar e a modelo se conheceram pelo Instagram e combinaram de se encontrar na capital francesa. Para isto, um assessor de Neymar, identificado como “Gallo”, teria realizado a compra das passagens e a reserva no hotel.

. 2 de junho

Na madrugada deste domingo, 2, o atacante se pronunciou sobre a acusação de estupro, em um vídeo de 7 minutos, no seu Instagram. Na gravação ele nega que tenha cometido o crime e divulga conversas entre os dois.

O atacante da Seleção Brasileira reproduziu conversas que teve com a moça via WhatsAapp desde 11 de março, incluindo vídeos provocativos, nudes e como tudo aconteceu até a viagem que ela fez para Paris.

“Bom, vamos lá. Estou sendo acusado de estupro. É, é uma palavra pesada, uma coisa muito forte, mas é o que está acontecendo no momento. Fui pego de surpresa. Foi muito ruim e muito triste escutar isso, porque quem me conhece sabe do meu caráter e da minha índole, sabe que eu jamais faria uma coisa desse tipo. […] O que aconteceu foi totalmente o contrário do que falam e dizem, estou muito chateado nesse momento. A partir de agora vou expor tudo, expor toda a conversa que tive com a menina, todos os nossos momentos, que são íntimos. Mas é necessário abrir e expor para provar que realmente não aconteceu nada demais. […]”, declarou o atleta.

Neymar ainda lamentou o ocorrido: “[…] É muito ruim, muito triste, isso não só magoa a mim como toda a minha família. Não só denegrir a minha imagem é ruim, mas sim o que eu sou, quem eu sou, a índole que eu tenho, o caráter que eu tenho. Fui criado muito bem. Estar exposto a isso é muito triste, muito rim. Estou aqui, abertamente, falando a vocês que estou muito chateado. Mas tenho que provar algo que seja sincero e que seja verdade. Eu sou muito assim, sou muito eu, sou muito a verdade. Se for para expor as coisas que acontecem no nosso dia a dia, eu vou expor. Acho que agora é o momento exato para todo mundo ficar sabendo o que aconteceu […]”.

Por fim, o atleta disse que conseguirá provar sua inocência. “[…] É ruim eu me colocar nessa situação, é bem chato. É muito triste acreditar que o mundo está assim. Existem pessoas que querem se aproveitar, extorquir as outras pessoas […] Espero que a justiça olhe as mensagens e veja o que realmente aconteceu”.

Nota à imprensa

Também no dia 2, ao jornal “Extra”, a assessoria de imprensa de Neymar enviou uma nota contando que o jogador havia sido extorquido pelo então advogado de Najila.

“[…] Apesar de ter ficado surpreso com a notícia, os fatos já eram de conhecimento do atleta e do seu estafe, tendo em vista que há poucos dias foi vítima de tentativa de extorsão, praticada por um advogado da cidade de São Paulo, que, segundo a sua versão, representava os interesses da suposta vítima […]”, afirma a nota.

Crime cibernético

Horas depois de Neymar ter divulgado o vídeo, veio a público a notícia de que ele seria investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro (RJ). Não pelo estupro, que é investigado em São Paulo, mas justamente por mostrar fotografias, nudes e vídeos que a moça compartilhou com ele via WhatsApp, o que é crime previsto no código penal.

No artigo 218-C do Código Penal diz que “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia” pode levar a pessoa a uma pena de um a cinco anos de prisão.

. 3 de junho

O portal UOL revelou no dia 3 de junho, segunda-feira, o laudo médico dos exames que comprovariam a violência de Neymar contra a mulher que o acusa de estupro. Essas imagens já estariam com a polícia.

O laudo médico de Najila aponta hematomas, problemas gástricos, perda de peso e sintomas de estresse pós-traumático em seu corpo. Os exames foram feitos seis dias depois do encontro do jogador com a moça.

De acordo com o “UOL Esporte”, as marcas no corpo da mulher são grandes e estão concentradas na região das nádegas e das pernas.

Neste mesmo dia, a Polícia Civil foi à Granja Comary, onde o jogador se preparava para o amistoso contra o Qatar, intimar Neymar a prestar depoimento pela divulgação das imagens íntimas de Najila. A polícia também faria uma perícia no celular do atleta.

Advogados

O escritório Fernandes e Abreu Advogados, contratado pela modelo, rescindiu o contrato com a cliente alegando que ela havia relatado que sofreu uma agressão, mas não teria mencionado o estupro.

De acordo com o escritório, a relação entre Najila e o atacante “foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente”.

No documento, o escritório afirma ter feito uma reunião com representantes de Neymar – aquela que o jogador disse no Instagram ter sido vítima de extorsão – para tentar um acordo, mas a possibilidade foi rechaçada pelos defensores do atleta.

Ainda segundo Fernandes e Abreu Advogados, eles deixaram o caso da modelo em 29 de maio, e no dia 31 ela usou um novo advogado para registrar o B.O. quando então teria “mudado a versão” para estupro.

“Por raiva ou vingança, V. Sa. relatou no BO registrado em 31/05/2019 fatos descritos em desacordo com a realidade manifestada aos seus patronos, ou seja, compareceu à delegacia, relatando que teria sido vítima de estupro, quando, na realidade que nos foi demonstrada e ratificada por várias vezes, V. Sa. teria sido vítima de agressões”, afirmou o escritório.

Em conversa divulgada pelo “Jornal Nacional” entre o ex-advogado José Edgard da Cunha Bueno Filho e Najila, ela diz que foi vítima de estupro e espancada, mas nessa hora o advogado não estranha a afirmação.

Ela escreve: “Por que a gente não joga logo na mídia pra acabar com a carreira desse pipoqueiro logo de vez? Ele me espancou e me estuprou”. O advogado responde: “Calma. Isso logo depois de apresentarmos a denúncia”.

. 4 de junho

O advogado Edgard Bueno se defendeu das acusações de que teria tentado extorquir o estafe do jogador quando ainda defendia modelo.

“Digno de nota o absurdo de uma reunião entre advogados ser referida, de maneira torpe, como tentativa de extorsão, ainda mais quando essa reunião só se realizou dado o convite feito pelos representantes de Neymar Júnior. Isso só demonstra que os representantes de Neymar Júnior, sabendo dos fatos, orquestraram verdadeira armadilha com o objetivo de criar um álibi para o seu protegido, em prejuízo da vítima e de seus antigos patronos”, pontua Edgard Bueno.

. 5 de junho

No Jornal Nacional de quarta-feira, 5, foi divulgada uma nota do Neymar pai afirmando que não é verdade que a conversa entre a representação do jogador e de Najila ocorreu por iniciativa dele, mas sim de Edgard Bueno, advogado da modelo na época.

Nesse mesmo dia o ex-advogado afirmou, em entrevista ao Estadão, que Najila gravou vídeo do segundo encontro entre os dois.

“Eu tive acesso, não vi ele inteiro, porque a gente estava no início da avaliação. Mas eu por não estar mais no caso, não posso comentar nada a respeito dele. Seria uma falta de ética minha”, disse o advogado.

Ainda na quarta-feira, Luiz Bacci, no programa “Cidade Alerta”, da TV Record, divulgou uma foto do segundo encontro entre o atacante e a modelo, que seria um frame desse vídeo citado pelo ex-advogado.

Crédito: Reprodução/RecordTVFoto frame do vídeo

Na noite do dia 5, Najila Trindade vem a público pela primeira vez contar a sua versão do caso. Em entrevista ao jornal SBT Brasil, a modelo manteve a acusação de estupro. “Fui vítima de estupro. Agressão juntamente com estupro”, declarou ao repórter Roberto Cabrini.

Passagens

Najila também confirmou que suas passagens e a hospedagem no hotel onde os dois se encontraram foram pagas por Neymar.

“Eu conversei com ele como uma pessoa comum, era um intuito sexual, um desejo meu. Ficou até claro para ele isso. Ele perguntou quando eu poderia ir, eu disse: ‘No momento não posso, questões financeiras’. Eu não podia ir, também por questões da minha agenda. Daí ele sugeriu: ‘Tá, mas eu posso resolver isso’.”, relatou.

Sexo sem consentimento e agressão

Najila revelou que o desentendimento entre os dois começou quando ela perguntou se ele havia levado preservativo. “Eu não tenho. E ele respondeu que não. Então eu disse que não ia acontecer nada além disso… e continuamos.. Então ele me virou e praticou o ato.”, disse.

“Ele estava agressivo, totalmente diferente do cara que conheci nas mensagens. Como eu tinha muita vontade de ficar com ele, pensei em manejar, após beijos e carícias. Como não tinha camisinha, não quis concluir. E foi quando ele me despiu. Daí começou a me bater. Quando machucou, eu falei: ‘Para, está doendo’. Ele disse: ‘Desculpa, linda’. Disse que não ia acontecer nada por falta de preservativo. Ele me virou, cometeu o ato, ele me bateu. Eu falei: ‘Para, não’. Eu falei. Ele não se comunicava. Só agia”, descreveu Najila.

Trauma

A modelo afirma que só se deu conta da violência após a saída do jogador. “Quando eu me levantei e fui para o banheiro, eu não acreditei. Não consegui falar nada. Fiquei em estado de choque. Ele levantou, foi para o banheiro. Quando ele entrou por uma porta, eu saí por outra. Ele foi embora e eu entendi o que tinha acontecido, então eu quis fazer justiça. Quero que ele pague pelo que fez”, revelou.

Suborno

Sobre a tentativa de suborno que seu primeiro advogado, que deixou o caso, teria feito ao pai de Neymar, Najila disse: “não houve tentativa de extorsão como o pai dele diz. Eu tenho uma dívida de R$ 4 mil na escola onde estudo, mas não queria dinheiro. Eu não iria me expor dessa forma para arrancar dinheiro do Neymar. Desculpa, eu não preciso disso”, concluiu.

Também sobre o ex-advogado, Najila contou que ele nunca acreditou na história que ela conta, que insistia para ela só denunciar a agressão que o laudo médico era capaz de provar.

. 6 de junho

Na madrugada de quinta-feira, 6, um trecho do vídeo do segundo encontro entre Neymar e Najila passou a circular nas redes sociais. No vídeo eles aparecem discutindo no quarto de um hotel em Paris. É desse vídeo que foi retirado o frame divulgado na quarta-feira pela Record.

No vídeo, o jogador e a modelo aparecem deitando na cama e aparentam trocar carícias. De repente, Najila se levanta e começa a discussão com Neymar. O jogador tenta contê-la e ela diz: “Você me agrediu ontem e me deixou aqui sozinha”. Depois, o vídeo é cortado.

Atual advogado da modelo, Danilo Garcia de Andrade afirmou que ela tem um vídeo de sete minutos, que será entregue à polícia.

Arrombamento

Na quinta-feira, a modelo deveria comparecer à delegacia em São Paulo para prestar depoimento. Mas segundo sua advogada Yasmin Pastore Abdalla, o apartamento em que Najila mora foi arrombado na noite de quarta, após veiculação da sua primeira entrevista.

Depois de ter divulgado essa informação, Yasmin Abdalla deixou o caso. Danilo Garcia, também advogado da modelo, entrou na ação a convite de Yasmin, segundo o jornal “O Estado de São Paulo”. Ele segue no caso.

Horas depois das afirmações de Yasmin, o dono do apartamento alugado pela modelo, que preferiu não ser identificado, negou que a propriedade tenha sido invadida. Ao jornal O Globo, ele disse que a empregada deixou a porta destrancada, mas não há marca de destruição na fechadura.

“Isso é mentira! A empregada deixou a porta aberta de propósito e as câmeras de segurança pegaram. A polícia foi acionada e a empregada foi intimada a depor”, declarou ele.

“Você deveria ser homem”

A Record divulgou na tarde de quinta-feira um novo áudio encaminhado por Najila a Neymar em que ela pede para que ele seja homem e assuma o que fez.

“Eu estava indo ver você numa boa, na moral e você sabe que eu não queria nada disso. E fez o que você fez comigo e depois agiu como ninguém. Você sabe do seu erro, você deveria ser homem pelo menos uma vez na vida e assumir seu erro e não ficar na internet fingindo.”, disse a modelo.

Najila ainda disse que não importa o quanto dinheiro Neymar tenha, pois ela estaria com a verdade. “Mas lembra que eu te falei que Deus é justo, e a Ele dinheiro nenhum compra, tá? Dinheiro nenhum compra. Você pode ter muito dinheiro, você pode ser um p* jogador, famosinho, nananã, nananã… Só que você não é Deus, tá? E a justiça vai ser feita.”, falou.

. 7 de junho

Najila presta depoimento à polícia

No fim da manhã de sexta, Najila prestou depoimento à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo (SP).

Juliana Bussacos, delegada que está cuidando do caso, tinha duas perguntas a fazer para Najila. A primeira era se a modelo confirma que as conversas expostas por Neymar foram realizadas. E a segunda: se ela autorizou a publicação ou se compartilhou as imagens e mensagens com outras pessoas ou grupos.

Durante seu depoimento, a modelo revelou à polícia que, no segundo encontro, Neymar se mostrou preocupado com sua imagem se o caso fosse revelado. Ela afirmou que “após ‘extravasar sua dor, sua raiva e sua angústia’, começou a chorar e Neymar começou a acalmá-la ‘para preservar sua imagem, com medo de que ela saísse do quarto’”.

Questionada sobre o vídeo que mostra a conversa com Neymar, Najila afirmou em depoimento ter perdido o tablet que continha as imagens. Segundo ela, o aparelho sumiu do apartamento, que foi arrombado na noite de quarta-feira, 5, após a modelo dar sua primeira entrevista sobre o caso, ao SBT.

Exame de corpo de delito

Durante o depoimento, veio a público o resultado do exame de corpo de delito de Najila Trindade não apontando lesões nas partes íntimas da moça. O exame foi feito no dia 31 de maio, logo após a modelo registrar boletim de ocorrência por violência sexual.

Neymar presta depoimento à polícia

Em depoimento prestado à polícia no Rio de Janeiro, Neymar disse que os responsáveis por divulgar as mensagens e as imagens da modelo, durante o primeiro vídeo em que ele aparece falando sobre o caso, foram um integrante de sua assessoria e um técnico em informática.

Quando o vídeo foi postado nas redes sociais, nome, rosto e fotos íntimas da jovem foram vazados. Neymar defende-se ao dizer que não tem conhecimento técnico para fazer a postagem do vídeo com as mensagens íntimas.

. 8 de junho

Em conversa vazada, o primeiro advogado de Najila afirmou ter sido ameaçado por Neymar Pai. “Estamos sendo ameaçados por pegar seu caso e você ainda deu bola nas nossas costas, nos ofendeu, se complicou. Coloque a cabeça no lugar. Você está perdendo pessoas que querem te ajudar”, disse o advogado da equipe.

. 10 de junho

Em entrevista exclusiva ao repórter Roberto Cabrini, do SBT, o advogado de Najila Trindade deixou o caso, nesta segunda-feira, 10.

“Devo me tirar do processo”, afirmou Danilo Garcia. Ao ser questionado se esse era um comunicado oficial, Danilo disse que sim. “Sim, estou anunciando oficialmente nesta entrevista (…) Não sou mais advogado de Najila”, declarou.

Ainda durante a entrevista, ele garantiu que não vai voltar atrás na decisão.

Na tarde desta segunda, Garcia já havia dito que poderia deixar o caso, mas havia dado até meia-noite para a modelo aparecer com o tablet ou celular. Ele se antecipou e no inicio da noite deu as declarações ao jornalista do SBT.

Na delegacia, Garcia havia dito: “Vim informar à delegada que eu não tenho o celular, nem o tablet. Ela [Najila] tem até meia-noite de hoje para entregar à delegada ou para mim. Eu me comprometi a trazer. Se não fizer isso até meia noite, eu deixo o caso. Não tem como defender uma pessoa que não entrega suas provas”, disse Garcia durante a tarde para a delegada que investiga o caso.

Najila prometeu entregar o aparelho celular nesta segunda, durante seu depoimento na sexta-feira, 7. Ela chegou a dizer que foi informada pelo ex-companheiro, Estivens Alves, sobre o desaparecimento do seu aparelho. Ele negou que tenha pegado o tablet.

. 11 de junho

Segundo o ex-advogado de Najila Trindade, Danilo Garcia, a modelo o acusou pelo roubo do tablet onde estaria o vídeo de sete minutos que ajuda a provar as agressões e estupro que Neymar teria cometido contra ela. E por isso ele deixou o caso.

A entrevista foi veiculada com exclusividade no programa comandado por Cabrini, o ‘Conexão Repórter’, na madrugada desta terça-feira, 11.

Najila alega que o tablet foi roubado quando o apartamento dela foi invadido na quarta-feira, dia 5. Segundo Danilo, a modelo teria dito a ele que o localizador do aparelho apontou que ele estava na avenida onde é o seu escritório e por isso ela passou a crer que o ex-advogado a teria roubado.

Najila revela novos detalhes

Najila Trindade revelou novos detalhes do caso com o jogador Neymar, ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT. A íntegra da entrevista que começou a ser veiculada pelo canal na última quarta-feira, 5, veio a público nesta segunda-feira, 10, no programa ‘Conexão Repórter’.

“Ele achou que essa história seria só mais uma mulher que estaria inventando calunias dele e ele passaria impune. Mas ele sabe que me agrediu, então porque eu que to armando tudo isso?” questionou Najila e continuou: “Ele quis passar que eu sou uma puta aproveitadora, mais uma vez ele quis me humilhar”, disse a modelo.

“Eu espero justiça, eu acredito porque eu tenho a verdade […] Não faço a minima ideia de quem acredita em mim. Mas quem passou pelo que eu passei eu acho que acredita”, afirmou Najila.

Vídeo

Questionada sobre o vídeo que gravou pelo menos 1 minuto, a modelo disse: “eu precisava provar que eu estive com ele, eu nao tinha como provar que aquelas mãos eram dele, eu estava magoada, revoltada. Ele não ia voltar (ao hotel), eu tive que provocar ele pra voltar, tive que insistir muito. Eu estava a procura de uma prova. Quer dizer, não era prova, eu queria me vingar do que ele fez comigo. Eu sou uma mulher livre e independente, ele me agrediu e me violentou, me violou, eu não ia deixar quieto. Eu não to falando de dinheiro, eu tinha que fazer alguma coisa, eu não tenho honra, eu tenho caráter”, disse Najila.

Ainda perguntada sobre as imagens, Cabrini quis saber até que ponto a modelo achava o vídeo importante. A modelo então afirmou: “Eu não sei, eu não entendo de lei. eu só gravei, agi no impulso. Naquela noite eu não planejei nada, eu tentei fazer ele retornar e não consegui. Então conversei com uma amiga no telefone, tomei remédio e dormi. No dia seguinte que pensei que precisava de alguma prova, alguma coisa que me ajudasse a provar que o que aconteceu tinha acontecido mesmo”.

“Eu não sou uma garota de programa, não foi um acordo, era uma relação, mesmo que por uma ou duas noites, só porque ele é quem ele é, ele achou que ia ficar por isso mesmo. Por isso que eu fico indignada com quem fala que eu quero dinheiro”, afirmou Najila.

Ex-marido

A modelo confessou ainda que em um desentendimento com o ex-marido o feriu com uma facada, mas não quis comentar mais sobre o caso. “Eu usei uma faca, eu não vou mentir, mas não tem nada a ver esse assunto, não quero falar sobre isso”, disse ela a Cabrini.

Compartilhe:

Tags: #Neymar
Autor: Fábio Andrighetto