Compositor Aldir Blanc morre de coronavírus aos 73 anos

Ele estava internado em estado grave no Hospital Universitário Pedro Ernesto desde o dia 20 de abril

Por: Redação

Aldir Blanc, escritor e um dos maiores compositores do Brasil, morreu no Rio de Janeiro, na madrugada desta segunda-feira, 4, aos 73 anos. Ele estava internado no Hospital Universitário Pedro Ernesto desde o dia 20 de abril em decorrência de complicações provocadas pelo novo coronavírus e seu estado era grave.

Crédito: Reprodução/FacebookO escritor e compositor Aldir Blanc

Levado ao Hospital Municipal Miguel Couto dez dias antes com infecção urinária e pneumonia leve, o quadro se agravou, e ele precisou ser entubado. Por falta de vagas em UTI, Isabel, uma de suas filhas, chegou a pedir doações para que ele fosse transferido de hospital. A mobilização pelas redes sociais surtiu efeito, e a transferência de Aldir Blanc foi realizada.

Aldir Blanc: da medicina a Dorival Caymmi

Sua força e resistência contra a covid-19 chamou a atenção dos médicos, que chegaram a dizer que ele “não quer ir embora”.



A família de Blanc chegou a informar uma melhora na última semana, mas ele seguiu em estado grave, sedado, entubado e não resistiu. Sua mulher, Mari Blanc, também foi internada com suspeita de covid-19, segundo informações da Band.

Autor de sucessos como “O Bêbado e a Equilibrista”, que se tornou, na voz de Elis Regina, um dos hinos da luta contra a ditadura militar e símbolo da volta dos exilados ao país, Aldir Blanc também era médico, especializado em psiquiatria.

Veja os sintomas mais comuns da covid-19
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.