Últimas notícias:

Loading...

Jornalista Cristiana Lôbo morre aos 63 anos vítima de câncer

Ela enfrentava um mieloma múltiplo há anos e teve complicações após contrair uma pneumonia

Por: Redação

Cristiana Lôbo, colunista de política da Rede Globo, faleceu nesta quinta-feira (11), aos 63 anos, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ela enfrentava um mieloma múltiplo há anos e teve complicações após contrair uma pneumonia.

jornalista cristiana
Jornalista morreu ao 63 anos , vítima de câncer

O anúncio de sua morte foi feito ao vivo na GloboNews.  Ao noticiar a morte da colega, âncoras do canal, como Miriam Leitão, Roberto Burnier e Leilane Neubarth se emocionaram ao vivo.

Cristiana atuou no jornalismo por mais de 30 anos. Começou a carreira em Goiás e depois foi contratada pelo “O Globo” onde permaneceu por 13 anos. No veículo foi setorista do Ministério da Saúde e também cobriu notícias sobre o Ministério da Educação e trabalhou na coluna Panorama Político.

Na sequência assumiu a coluna política do jornal o “Estado de S. Paulo” e, sua estreia na televisão aconteceu em março de 1997, na GloboNews , onde integrou o time de comentaristas do Jornal das Dez e participou de outros telejornais da emissora. No G1, comandou o programa Fatos e Versões e a coluna Os Bastidores da Política.

Ela deixa marido, Murilo, dois filhos, Gustavo e Bárbara, e dois netos, Antônio e Miguel.

Mieloma Múltiplo

De acordo com informações de especialistas do Grupo Oncoclínicas, o mieloma múltiplo é o segundo câncer hematológico mais frequente no mundo. Trata-se de um tumor maligno de células medulares causado pela proliferação de plasmócitos neoplásicos, ou seja, células que sofrem mutação e se tornam anormais.

Ocorre na medula óssea, onde essas células anormais se acumulam e levam à produção de uma grande quantidade de anticorpos anormais. Por não conseguirem exercer suas funções de proteção, esses anticorpos formam um amontoado de proteínas desordenadas, chamadas proteínas monoclonais ou proteínas/componentes M.

A expansão do mieloma múltiplo provoca destruição óssea, além de dor e fraturas em casos mais avançados. Também podem se manifestar insuficiência renal e infecções recorrentes decorrentes da doença.

Compartilhe: