Guia do striptease: dicas para arrasar na arte da sedução

Veja um guia completo para se despir aos poucos e seduzir

Por: Redação | Comunicar erro

Não é de hoje que o “tirar e excitar”, “despir e provocar”, tradução literal para a palavra Striptease, causa furor entre os homens e é uma das fantasias mais comuns entre eles. Sem dizer que é a descoberta das mulheres em relação ao seu poder de sedução.

A finalidade do Striptease é seduzir por meio da dança, da expressão corporal, e do se despir lentamente.

A prática começou nos Estados Unidos, em meados dos anos 1920, como uma tentativa dos teatros Burlescos resgatarem o público que estava sendo perdido para o cinema, uma novidade naquela época. Assim, o jeito foi tentar bater a concorrência com belas jovens que, aos pouquinhos, tiravam a roupa nos palcos, ao ritmo da música.

A grande stripper daqueles tempos foi Rose Louise Hovick (1914-1970), mais conhecida como Gipsy Rose Lee. Ela foi a primeira a girar e jogar uma cinta liga para a plateia. Elas tiravam tudo, menos a calcinha. O sucesso do espetáculo foi imenso.

Em 1940, uma cena memorável no filme Gilda, repaginou o Striptease.

Nela Rita Hayworth tira apenas uma luva, mas a forma como o fez, de maneira extremamente sensual, tornou-se uma das cenas mais inesquecíveis do cinema. O slogan usado para se falar do filme era: “Não existe uma mulher como Gilda.” Isso mostra que o segredo dessa arte não é o que se tira, e sim como você tira, portanto não há necessidade de gestos exagerados, dedo na boca, e muito menos ficar totalmente nua.

O cinema é uma rica fonte de inspiração. São inúmeras as produções que se tornaram famosas por suas cenas de striptease: Gilda, 9 ½ semanas de amor, Striptease e Burlesque entre outros.
Se você se animou com a ideia de fazer um striptease para seu parceiro é importante prestar atenção para alguns detalhes:

  1. Sentir-se confiante, portanto trabalhe sua autoestima diariamente, cuide mais de você em todos os sentidos.
  2. Acreditar em você como mulher, no seu poder de sedução. Libere-se no seu tempo!
  3. Estar confortável com seu corpo; gostar do que você vê no espelho.
  4. Transformar o que você ver na tela do cinema, para o seu jeito, caso contrário fica artificial, o que pode ocasionar risos no parceiro e deixa-la sem graça.

POR ONDE COMEÇAR?

Continue lendo aqui: Guia do striptease: dicas para arrasar na arte da sedução

Texto escrito por Fatima Mourah e publicado no Superela.

Compartilhe: