Jovem mata irmã e mãe diz que é um menino de ouro, mas doente

Por: Redação Comunicar erro

Um junho deste ano, um adolescente, de 15 anos, matou a irmã, de 12 anos, a marteladas. O crime aconteceu em em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (PR) onde o garoto ficou detido em um centro socioeducativo até o incio desse mês, sendo liberado pelo Ministério Público do Paraná para receber tratamento na casa do pai. A mãe, Denise Beckmann, explicou que ainda não há um diagnóstico fechado, mas o filho tem possíveis doenças mentais.

“Meu filho não é bandido, é menino de família, que cresceu com base, com educação, com tudo que tinha direito. Ele quer ser médico, estudava muito e fazia teatro há três anos”, disse ela em entrevista ao site Universia.

No dia do acontecimento a mãe chegou em casa e encontrou o filho machucado e a menina já morta, ele golpeou a mãe e ainda tentou fugir pulando a janela do apartamento, fraturando as pernas. Denise explica que após tudo isso, o jovem teve amnésia e quando soube de tudo que fez chorou muito. “É um menino de ouro. Agora precisa das pessoas certas, de muito amor e carinho”, declara.

Denise se mudou para a casa dos pais e fala que ainda não sente condições de cuidar do filho em tempo integral, também não pretende voltar para a cidade onde tudo aconteceu.

Compartilhe: