Justiça mantém condenação do motorista de Cristiano Araújo

Ronaldo Miranda foi condenado por homicídio culposo pela morte do cantor e sua namorada, Allana Morais, em 2015

Por: Redação

A condenação de Ronaldo Miranda, motorista de Cristiano Araújo que conduzia o veículo no momento do acidente que matou o cantor e sua namorada, Allana Morais, será mantida, segundo decisão da Primeira Turma do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), segundo o G1.

cristiano araújo ronaldo miranda
Crédito: Reprodução/InstagramCristiano Araújo morreu em acidente de carro provocado por seu motorista

Os magistrados analisaram o recurso solicitado pela defesa do réu, que pedia para que ele fosse inocentado alegando que o cliente estava sendo condenado por responsabilidades que não eram dele, como a falta do cinto de segurança nas vítimas.

Ronaldo foi condenado a dois anos e sete meses de detenção em regime aberto, convertidos em prestação de serviços comunitários, pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, e a um pagamento de multa no valor de R$ 25 mil.

Cristiano Araújo e Allana Morais morreram no dia 24 de julho de 2015, enquanto passavam pela BR-153, em Morrinhos, no norte goiano. O condenado dirigia o carro, segundo as investigações, acima da velocidade permitida na rodovia e com as rodas danificadas.