Morre mergulhador que ajudou os meninos presos na caverna da Tailândia

Um ano após o resgate que sensibilizou o mundo, morre o suboficial Beiret Bureerak devido a uma infecção sanguínea

Por: Redação

O mergulhador da Marinha Tailandesa Beiret Bureerak, que participou do resgate do técnico e dos 12 meninos de um time de futebol do país presos em uma caverna inundada no ano passado, morreu devido a uma infecção sanguínea contraída durante a operação.

A Marinha confirmou a morte e disse que Bureerak vinha lutando contra a doença, mas sua condição piorou nos últimos tempos.

Ela não foi o primeiro envolvido na operação que faleceu. Durante os dias de resgate, outro oficial da marinha que mergulhava na caverna para levar tanques de oxigênio e suprimento aos meninos não resistiu a travessia, ficou inconsciente pela falta de ar e morreu.

Time de futebol Javalis Selvagens da Tailândia
Crédito: Reprodução/ TwitterMeninos do time Javalis Selvagens que ficam presos em caverna inundada na Tailândia.

Relembre o caso

No dia 23 de junho de 2018, o técnico do Javalis Selvagens e seus jogadores tinha ido até uma caverna na província de Chiang Rai para comemorar o aniversário de um dos jovens. Eles visitavam o local com frequência, mas, naquele dia, foram surpreendidos por um temporal que inundou toda a estrutura a caverna.

meninos presos na caverna na Tailândia
Crédito: Reprodução/TwitterJogadores e técnicos ficaram nove dias sem comida em caverna inundada na Tailândia

Eles resistiram durante nove dias no local bebendo apenas gostas de água potável que pingavam pelas paredes e meditando para controlar a ansiedade e acalmar a respiração. Enquanto isso, voluntários e oficiais tailandeses e de todo o mundo se mobilizavam para ajudar na operação. Foi então que mergulhadores encontraram os Javalis.

As imagens do encontro ganharam o mundo e o assunto foi destaque na mídia em vários países. Todos torciam pela saída dos jovens, que aconteceu aos pouco. Eles tiveram que nadar até a saída da caverna, um trajeto arriscado até mesmo para mergulhadores profissionais. No dia 10 de julho, todos foram retirados com vida do local.

Compartilhe: