Mulher deixa pés de maconha na janela para tomar sol e é presa

Não só o tráfico que é crime: o plantio, cultura, colheita e exploração também é; pena é de 5 a 15 anos de prisão

Por: Redação

Nesta segunda-feira, 18, uma mulher foi presa em São José do Rio Preto (SP) depois que a Polícia Militar recebeu a denúncia de que havia vasos com pés de maconha na janela de seu apartamento.

Pés de maconha em cima de carro da polícia
Crédito: Divulgação/ Polícia MilitarPés de maconha estavam na janela do apartamento

Segundo o G1, a casa é de uma auxiliar administrativa, de 22 anos, e quem a denunciou foi um morador do condomínio.

A PM encontrou sete vasos com a maconha, mudas no guarda-roupa e R$ 7,7 mil em dinheiro. A mulher disse que usava as plantas para fins medicinais.


Fique atento:

Segundo a Lei de Drogas de 2006, é crime:

“Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar;”

Também pode ser enquadrado como crime quem “semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas.” A pena é de 5 a 15 anos de prisão.


Por outro lado: os benefícios da cannabis

Como por exemplo, estudo mostra que maconha traz benefícios a pacientes com insuficiência cardíaca

A maconha e suas múltiplas propriedades medicinais voltaram a ser notícia na mídia internacional após a divulgação de um estudo que indica: fumar a erva pode trazer benefícios para pessoas com insuficiência cardíaca.

Segundo a investigação, a planta pode reduzir os riscos de fibrilação e ajuda a evitar o risco de morte dos pacientes. Apesar disso, os cientistas não recomendam o consumo.

Para chegar ao resultado, os pesquisadores descobriram que quando o músculo do coração não consegue bombear sangue o suficiente para suprir a demanda natural do corpo — os pacientes que usaram maconha se mostraram menos suscetíveis a apresentar uma complicação chamada fibrilação- que nada mais é que uma irregularidade de batimento cardíaco que pode piorar os sintomas da insuficiência cardíaca. Saiba mais aqui.