Padre posta foto seminu em hotel e é afastado da Igreja

"As pessoas querem saber quem tirou a fotografia, pois bem, eu vou dizer: foi uma loirinha com quem dei uma rapidinha", revelou

Por: Redação Comunicar erro
o ex-padre português Júlio Santos
Crédito: ReproduçãoO português Júlio Santos atuou 30 anos como padre

O português Júlio Santos, de 58 anos, que até pouco tempo era padre da Diocese de Coimbra, se envolveu em uma polêmica nos últimos dias depois de postar, por engano, uma foto sua seminu deitado numa cama de hotel.

A imagem ficou no ar em seu perfil no Facebook por pouco tempo, mas repercutiu na internet e causou um debate sobre a questão do celibato exigida aos sacerdotes.

“As pessoas querem saber quem tirou a fotografia, pois bem, eu vou dizer: foi uma loirinha com quem dei uma rapidinha”, contou o ex-padre diante do ocorrido.

Ao jornal português “Correio da Manhã”, ele explicou seu afastamento da Igreja Católica, depois de 30 anos atuando como padre:

“Sou maroto, sou danado para a brincadeira e mesmo que tente mudar isso, não consigo. Eu nunca me apresentei às pessoas como santo”, disse. “A nossa parte afetiva é fundamental, negar isso era matar-me a mim mesmo”, continuou, ressaltando ter “uma mente aberta”.

Júlio declarou que não pretende voltar a ser padre. “Para sossegar o Sr. bispo e o seu vigário-geral e não escandalizar mais os fiéis, afasto-me do meu ministério sacerdotal na Igreja. Não voltarei a servir a Igreja na Diocese de Coimbra como pároco.”

Em um grupo do Facebook de moradores de Pedrógão Grande, o ex-padre se despediu dos fiéis:

“Se molestei a Igreja nos meus pecados, também a amei até ao limite das minhas forças. Trinta um nEla. Não vão encontrar mais que 5 mil euros nas minhas contas e um carro a pagar. Saio da Diocese de cabeca levantada. Mas no Verão matem a vossa curiosidade e deiem um passeio pelas dunas da Praia de Mira, pela Costa Nova e pelas praias de nudismo, clubes no Porto e em Vigo”, escreveu.

Compartilhe:

Tags: #Mundo