CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Sem saber, mãe impede que homem sequestre sua filha em mercado

Por: Redação
Facebook / reprodução
Ela evitou que sua filha fosse sequestrada, mesmo sem saber o que estava acontecendo

As câmeras de segurança de um supermercado no Texas, Estados Unidos, registraram uma cena nada comum: um homem tentou levar o bebê que estava num carrinho bem ao lado da mãe. Florence Monauer estava fazendo compras nos corredores da loja quando o estranho se aproximou e pegou a criança de 1 ano e dois meses.

Ele só não conseguiu levá-la porque a menina estava amarrada ao carrinho. A mãe percebeu a ação do homem e, então, pegou seu bebê de volta, mas de cara  não percebeu a ameaça.

Assista:

EDIT: this is in Houston, Texas at the H-Mart on bellaire blvd. I'd hate for them to lose their reputation. They have been very helpful in this ordeal. I got surveillance. Let me explain my actions first because it appeared I was OK with it. I thought he was just an over-friendly guy and maybe he didn't understand what was appropriate and what wasn't. I didn't want to make a big scene out of it, and I generally don't want to assume that people are up to no good. I'm so angry with myself for letting him hold her for even a second. The more I thought about it, the more wrong it appeared. Please be on the look out for this guy!

Posted by Florence C. Monauer on Sunday, October 16, 2016

Florence explicou, no Facebook, que sua reação não foi tão brusca, pois achou que era apenas um homem que não sabia que não era apropriado pegar um bebê de um desconhecido no colo. “Eu não quis fazer uma grande cena, e eu geralmente não quero acreditar que as pessoas são más. Mas estou brava comigo mesma por deixá-lo segurá-la por um segundo sequer. Quanto mais eu pensava nisso, mais errado parecia”, desabafou a mãe.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.