Startup cria colchão enorme para acomodar trisal

Uma empresa brasileira especializada em desenvolvimento de colchões e tecnologia do sono aceitou o desafio de atender o desejo de um trisal paulista

Por: Redação

Se você acha difícil achar uma boa cama de casal que acomode perfeitamente duas pessoas sem chutes ou empurrões, imagine o grau de dificuldade de encontrar uma que acomode três adultos.

Matheus Maia, 33, Renato Marques, 33, e Tiago Pizzolo, de 30 anos, que vivem o poliamor há dois anos, procuravam uma maneira de dormir confortavelmente juntos desde que resolveram morar debaixo do mesmo teto, seis meses atrás.

Na internet, eles encontraram uma startup brasileira especializada no desenvolvimento de colchões e em tecnologia do sono. Ela aceitou o desafio de confeccionar um produto que se adequasse à necessidade dos três.

View this post on Instagram

Nos demos o nosso, @tiagopizzolo @renato_marques , melhor presente de VALENTINES: sono bom com doses cavalares de amor. Com o crescimento da família, resolvemos procurar um colchão maior. A procura foi grande, pois o mercado se limita ao tamanho King (marcas, se atentem às famílias grandes, please!). Mas daí veio a grande surpresa, conhecemos uma marca que desde o início se mostrou atenciosa, tentou entender a nossa necessidade e, para nossa surpresa, criou um colchão EXCLUSIVAMENTE pra gente com 20cm a mais que o King!!! Custamos a acreditar, mas o colchão chegou ontem, numa caixa de menos de 1m ?. Os próprios donos fizeram a entrega, e estavam tão felizes quanto a gente. Tiramos o colchão da caixa e ele foi tomando espaço, crescendo, uma verdadeira mágica. Mas a mágica maior foi esse presente, a empatia nos dias atuais. Ganharam mais um cliente fiel e a família brasileira, nem tao quadrangular assim, agradece ❤??‍♂?Agora sim, aqui “cabem três vidas inteiras” ♫ ❤ Obrigado, @zissoubr ❤

A post shared by Matheus Maia (@matheusqmaia) on

“A gente tinha que dormir coordenado”, contou Pizzolo ao site Razões para Acreditar. Todo mundo para a direita. Depois todo mundo junto virando para a esquerda. Quando um se mexia, eu acordava.”

“Vivemos em um mundo cheio de julgamentos e, por isso, infelizmente ainda ficamos surpresos quando um atendimento acolhedor e sem julgamentos como este acontece. De fato, em nenhum momento nosso relacionamento foi julgado ou colocado em pauta.”

Para ler a entrevista completa, visite Razões para Acreditar.

Compartilhe:

Tags: #Amor