Hora do Planeta deixa famoso McDonald’s de São Paulo às escuras

Rede participou do movimento de conscientização sobre o meio ambiente no último sábado, 30, distribuiu casquinhas de graça e promoveu atividades culturais

Por: Redação Comunicar erro
Crédito: Eloisa SouzaFuncionária apresenta a Hora do Planeta para visitantes no sábado, 30

Quem passou na noite deste sábado, 30, pelo restaurante conceito do McDonald’s na rua Henrique Schaumann, em Pinheiros (zona oeste de São Paulo), se surpreendeu com o que viu. O local, famoso ponto paulistano de parada no período, estava diferente, com muita música, atividades culturais e… luzes apagadas. Isso porque a rede participou da ação Hora do Planeta, liderada pela ONG WWF. O movimento que promove o apagar de luzes para conscientizar a população sobre a sustentabilidade fez o McDonald’s ficar às escuras das 20h30 às 21h30.

Além disso, no endereço houve distribuição gratuita de casquinhas de sorvete exatamente durante a Hora do Planeta.

Na tarde do sábado, a ONG Oficina Curumim distribuiu material educativo sobre mudanças climáticas e aquecimento global e realizou oficinas na unidade.

Mais tarde, às 19h, começaram as apresentações musicais. A cantora Ana Rafaela colocou o público para cantar diversos sucessos da música. A noite especial contou, também, com show da banda O Porto.

O grupo Arte na Lata, formado por crianças que tocam instrumentos feitos de materiais recicláveis, fez muito barulho em prol da consciência ambiental. Eles ensinaram como reciclar e tocaram músicas voltadas ao tema. Ao terminar o show, o grupo fez uma contagem regressiva e a iluminação foi apagada.

O McDonald’s distribuiu pequenas luzes para que os participantes segurassem. A parte interna do restaurante permaneceu acesa para a distribuição de vouchers que davam direito às casquinhas gratuitas. O público teve a oportunidade de aproveitar a delícia até o fim da noite.

Crédito: Thiago SanzAna Rafaela foi uma das atrações de unidade do McDonald’s no sábado, 30

O movimento

A rede “apagou” seus arcos dourados, letreiros e luzes externas de mais de 900 restaurantes brasileiros durante o período, para conscientizar o público sobre o uso de recursos do planeta e as mudanças climáticas.

“Ontem nós nos juntamos à Hora do Planeta apagando as luzes externas dos nossos restaurantes. Foi um gesto simbólico para promover a consciência de conservação. Se todos colaborarmos diariamente, podemos ajudar a salvar nosso planeta. #SemanaDoPlaneta #ReceitaDoFuturo”, publicou o McDonald’s em suas redes sociais.

Essa é a 11ª edição da Hora do Planeta apoiada pelo McDonald’s, em parceria com a WWF. Trata-se de um movimento voluntário para sensibilizar a população sobre mudanças climáticas e seu impacto na biodiversidade e no cotidiano. Na ocasião, as pessoas, as cidades e as empresas são convidadas a apagar as luzes por uma hora, em um dia específico.

“A Hora do Planeta é o maior movimento global de engajamento de pessoas, empresas e cidades em defesa da natureza. Este ano o Brasil deu um show de mobilização, com o apoio de comunidades como das lojas do McDonald’s: foram 1.300 inscrições no site oficial da campanha, com adesão de quase 150 prefeituras. Muito além do apagar das luzes, agora é hora de transformar o apoio em prática: juntos podemos mudar nossos hábitos para diminuir os impactos das nossas ações na natureza”, afirma Gabriela Yamaguchi, diretora de engajamento do WWF-Brasil.

Além de fazer com que os participantes demonstrem sua preocupação com a questão ambiental e como ela se relaciona com nossas vidas, os 60 minutos simbólicos são um lembrete de que nossos hábitos têm interferência direta na natureza.

Nascida em 2007 em Sydney, na Austrália, a Hora do Planeta tem ganhado cada vez mais adeptos. Em 2018, o movimento aconteceu em 188 países e territórios, contabilizando mais de 17 mil ícones ou monumentos apagados. Só no Brasil, foram mais de cem cidades e 1.500 monumentos apagados.

Compartilhe: