Instituto Chico Mendes lança campanha de combate às queimadas

A iniciativa pretende instruir os produtores rurais sobre como usar o fogo de maneira correta ao limpar os terrenos

Por: Redação

A descoberta de como usar o fogo a seu favor foi a maior conquista do homem na pré-história. No entanto, esse aliado pode também se tornar um grande inimigo, caso não sejam tomadas as devidas precauções na hora de lidar com ele. Acender a luz amarela desse alerta é o objetivo do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) ao lançar uma campanha de combate às queimadas.

A iniciativa, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), foi anunciada no último dia 22 de agosto e pretende instruir os produtores rurais sobre como utilizar o fogo da maneira correta ao limpar o terreno para o plantio de novas culturas.

E chega mesmo em boa hora. Nessa época de tempo seco e baixa umidade, o perigo de a queimada descambar para um incêndio incontrolável aumenta consideravelmente.

O próprio ICMBio, com a ajuda do Ibama e do governos estadual e municipal, atua no combate a um incêndio que se iniciou no dia 21 de agosto no Parque Nacional da Canastra (MG). Imagens de satélite indicam que o fogo começou de forma intencional, apontando para uma prática inadequada da queimada.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

A campanha de combate às queimadas quer evitar incêndios como esse, que aconteceu na Chapada dos Veadeiros em 2017
Crédito: FernandoTatagiba/ICMBioA campanha de combate às queimadas quer evitar incêndios como esse, que aconteceu na Chapada dos Veadeiros em 2017

A campanha de combate às queimadas encampada pelo instituto inclui a implementação de técnicas do Manejo Integrado do Fogo (MIF) nas unidades de conservação do Ministério do Meio Ambiente, caso das queimas prescritas, que formam mosaicos no campo para que grandes volumes de vegetação, não sejam consumidos de uma só vez.

A capacitação de gerentes e especialistas do fogo também é foco do ICMBio, que ministra a eles cursos de ação em eventos emergenciais. O aumento do prazo do contrato dos brigadistas nas unidades de conservação, que, por lei, passou de seis meses para dois anos, ajuda na luta contra os incêndios.

A população, por sua vez, é orientada a ligar para o 193, o número do Corpo de Bombeiros, nessas ocorrências.

Leia também: Califórnia exigirá painéis solares em casas e prédios novos

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.