Campanha do agasalho é feita porta a porta com caixa ambulante

Ação se dá pela organização entre vizinhos que compartilham as doações; saiba como implantar a iniciativa na sua rua ou no seu condomínio

Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé: essa é uma das lições da ação Carinho Ambulante, patrocinada pela empresa Biscoitos Zezé em Pelotas (RS). Afinal, trata-se de uma campanha do agasalho em que os doadores de peças de roupa não precisam procurar pontos na cidade para depositar suas contribuições – as caixas coletoras, no caso, vão até suas portas.

Tudo funciona, assim, a partir da boa vontade dos moradores de determinada rua. Eles devem providenciar uma caixa devidamente revestida com a marca da iniciativa e fazer com que ela “caminhe” de casa em casa, sendo enchida com as roupas doadas por cada uma.

Depois que o primeiro morador abastece a caixa com os itens que vai destinar à campanha, ele deve deixar o recipiente em frente à casa vizinha, e assim por diante, até que todo o percurso da via seja completo.

Ao final, a caixa com as roupas para doação é recolhida pelos agentes da Carinho Ambulante, que se encarregam de distribuir as peças entre organizações que ajudam crianças ou pessoas em situação de rua.

Nessa campanha do agasalho, a caixa para contribuições vai até a porta dos doadores
Crédito: DivulgaçãoNessa campanha do agasalho, a caixa para contribuições vai até a porta dos doadores

A ação começou na segunda semana de junho. “Já deixamos caixas em três ruas de Pelotas e levaremos algumas também para Porto Alegre”, afirma Ramon Ballverdú, diretor de criação da campanha.

Faça você mesmo a campanha do agasalho

Outras cidades também podem participar desse movimento. Basta que os interessados imprimam o arquivo do revestimento da caixa e se organizem com seus vizinhos para que as peças sejam entregues para associações de caridade.

Para participar, basta imprimir o revestimento da caixa e se organizar com os vizinhos
Crédito: DivulgaçãoPara participar, basta imprimir o revestimento da caixa e se organizar com os vizinhos

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

Leia também: Ação compara consciência política com patriotismo de chuteiras

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.