Lixo doméstico reciclado vira banco em criação de designer

Informar

Canudo de plástico se torna proibido na cidade do Rio de Janeiro

Projeto de lei foi sancionado pelo prefeito Marcelo Crivella e publicado no Diário Oficial no dia 5 de julho

Por: Redação

O Rio de Janeiro continua lindo – e ainda mais agora. Afinal, a cidade é a primeira no país a proibir o uso do canudo plástico em restaurantes, bares e quiosques. E quem agradece, sobretudo, são as águas do Atlântico que embelezam os cartões postais do município: a poluição plástica nos mares e oceanos tem sido uma das grandes preocupações ambientais da atualidade.

O município do Rio de Janeiro passa a combater o canudo de plástico, um dos vilões da poluição dos mares e oceanos
Crédito: Shutterstock/Daisy DaisyO município do Rio de Janeiro passa a combater o canudo de plástico, um dos vilões da poluição dos mares e oceanos

No dia 5 de julho, uma quinta-feira, a medida que proíbe a distribuição dos tradicionais canudinhos foi publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

O projeto de lei, de autoria do vereador Jairinho (MDB), já havia sido aprovado em junho pela Câmara Municipal e agora foi sancionado pelo prefeito Marcelo Crivella. Ainda não foi estabelecido o prazo para a entrada em vigor da determinação.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

Em seu artigo primeiro, a lei “obriga os restaurantes, lanchonetes, bares e similares, barracas de praia e vendedores ambulantes do Município do Rio de Janeiro a usar e fornecer a seus clientes apenas canudos de papel biodegradável e/ou reciclável individualmente e hermeticamente embalados com material semelhante”.

Estabelecimentos que descumprirem a legislação serão multados em até R$ 3.000, em uma primeira ocorrência, e valores maiores em caso de reincidência.

A ONG Meu Rio trabalhou em favor do projeto, como ao providenciar uma petição on-line de apoio à causa.

Aqui no site, você já leu uma reportagem sobre uma empresa de Taboão da Serra (SP) que, em agosto, começa a comercializar canudos de papel biodegradável para substituir os de plástico.

Leia também: Canudinho comestível e biodegradável é opção ao de plástico

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.