Informar

Casa impressa em 3D vira novo modelo de moradia popular

Por: Redação |

Quando uma nova tecnologia surge, em geral ela custa os olhos da cara. Então, aos poucos, a tendência é que se torne mais acessível para os bolsos menos privilegiados. Sendo assim, já existe quem prometa uma espécie de Minha Casa, Minha Vida – não no Brasil, ao menos por enquanto – utilizando um método construtivo de última geração: a casa impressa em 3D.

Jason Ballard, fundador da startup Icon, de Austin, Texas, quer ajudar a reduzir o número de pessoas sem um teto no mundo – a ONU estabeleceu como meta erradicar essa condição até 2030.

Em um prazo entre 12 e 24 horas, utilizando uma impressora Vulcan, a Icon coloca em pé uma casa de 60 m². E isso a um precinho camarada, em se tratando de um imóvel: US$ 4.000, ou cerca de R$ 13 mil. O valor médio de modelos similares no mercado, hoje, fica em torno de US$ 10 mil (R$ 33 mil).

Essa casa impressa em 3D fica pronta em até 24 horas
Essa casa impressa em 3D fica pronta em até 24 horas

O projeto tem sido encampado em parceria com uma organização sem fins lucrativos chamada New Story. Após sete meses de pesquisas, seus gestores concluíram que o processo em questão seria o mais indicado para erguer moradias em comunidades carentes ao redor do planeta.

Isso porque a impressora é facilmente transportável, podendo ser carregada em um caminhão. Além disso, a técnica pode ser multiplicada para outras ONGs que se encarreguem de viabilizar o equipamento em diversas regiões.

Como a inteligência da construção parte de um software, que dá as ordens para os movimentos de inserção das camadas de concreto – a impressão da casa em si –, ela ainda pode ser replicada a distância. O uso do programa também facilita a criação de diferentes plantas para o imóvel. Outra vantagem: a mão de obra necessária para erguer a estrutura da moradia é reduzida graças à tecnologia empregada.

A ideia é utilizar o modelo em projetos de moradia popular para comunidades carentes
A ideia é utilizar o modelo em projetos de moradia popular para comunidades carentes

As primeiras unidades sociais dessa casa impressa em 3D já têm endereço: serão 100 delas em El Salvador, na América Central. A New Story atua com doações para viabilizar a empreitada.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

A fachada causa uma boa impressão
A fachada causa uma boa impressão

O protótipo do modelo foi feito em Austin e servirá de escritório para o próprio Ballard, que promete identificar eventuais problemas que tenham de ser corrigidos antes da produção em série. Monitores da qualidade do ar serão instalados nesse “home office” do fundador da Icon para verificar se o método não deixa odores que possam prejudicar quem vier a fazer da casa impressa em 3D o seu lar, doce lar.

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, especialista em soluções sustentáveis.