Barraca de camping vira casa na árvore sem agredir vegetação

Informar

Estudo do meio ambiente põe na água barco com função de câmera

Dois fotógrafos da Alemanha percorrem rios e canais europeus para produzir imagens e discutir vida urbana e criatividade

Por: Redação

Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça eram as propostas do Cinema Novo, vertente fílmica brasileira liderada por Glauber Rocha nos anos 1960. Quase sessenta anos depois, dois artistas alemães foram um pouco além, só que no campo da fotografia. A câmera, no caso, não fica na mão, mas na água, uma vez que ela é, na verdade, um barco inteiro: ele faz parte do 2BOATS, projeto expedicionário de estudo do meio ambiente e da vida urbana que trafega por canais e rios europeus.

A expedição dos dois criadores é composta de duas embarcações, na verdade. Uma delas é a câmera flutuante do fotógrafo de Berlim Maciej Markowicz. Esse barco, batizado de Obscurboat, funciona como uma enorme câmara escura ambulante para a captação de imagens ao longo de seu trajeto. Também abriga uma exposição itinerante de fotos de Markowicz.

A outra nau foi preparada nos moldes mais tradicionais pelo também fotógrafo Claudius Schulze, de Hamburgo, autor de um livro sobre mudanças climáticas e desastres naturais nas paisagens europeias.

O estudo do meio ambiente é conduzido pelos artistas com o uso de duas embarcações
Crédito: Reprodução/Kevin McElvaneyO estudo do meio ambiente é conduzido pelos artistas com o uso de duas embarcações

Mais aconchegante, esse barco foi pensado como um espaço para abrigar workshops e discussões criativas acerca de visão, formação, criação, meio ambiente, vida urbana e fotografia; também conta com uma mostra dos trabalhos de Schulze.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

Um dos barcos funciona como uma câmera fotográfica sobre a água
Crédito: Reprodução/Kevin McElvaneyUm dos barcos funciona como uma câmera fotográfica sobre a água

Essa turnê para produzir imagens dos espaços urbanos e analisá-los sob perspectivas ambientais e sociais já percorreu mais de 3.000 km entre cidades como Berlim, Antuérpia, Paris, Amsterdã e Hamburgo. Nas três últimas, os dois artistas fizeram paradas estratégicas em exposições de fotografia.

Essa embarcação é usada para workshops e discussões sobre meio ambiente e fotografia
Crédito: Reprodução/Kevin McElvaneyEssa embarcação é usada para workshops e discussões sobre meio ambiente e fotografia

O projeto de Markowicz e Schulze para o estudo do meio ambiente é patrocinado pelo Ministério das Relações Exteriores da Alemanha.

Reprodução/The Moving Camera Diary
Berlim sob a ótica do barco-câmera

Leia também: Ao estilo Pac Man, coletor gigante recolhe lixão no oceano

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.