Projeto arrecada sobras de produtos de higiene

Informar

Fazenda de energia se transforma em apiário solar

Projeto quer tornar mais produtivas e sustentáveis as terras onde as placas solares estão instaladas

Por: Redação

Que a energia solar faz bem para o planeta, por ser limpa e renovável, muita gente sabe. É cada vez mais comum ver imagens de imensos terrenos cobertos de placas fotovoltaicas, formando verdadeiras fazendas solares capazes de atender à demanda por eletricidade de milhares de residências. Agora, uma delas virou um apiário solar e abriga 48 colmeias.

Segundo a empresa Pine Gate Renewables, além de gerar energia, o Eagle Point, localizado no estado do Oregon, nos Estados Unidos, foi projetado para beneficiar esses importantes polinizadores. A ideia surgiu quando a companhia soube que um apicultor estava procurando um local novo para instalar algumas de suas colmeias.

As colmeias foram instaladas no entorno dos painéis solares
Crédito: OldSol Apiaries/DivulgaçãoAs colmeias foram instaladas no entorno dos painéis solares

A vegetação do apiário solar é constituída de espécies de flores nativas, que atraem as abelhas. Além de ser um ambiente bom para esses insetos, a presença das abelhas também pode beneficiar os produtores agrícolas da região, pelo importante papel que elas desempenham como polinizadoras.

Abelhas encontram um novo lar no apiário solar Eagle Point, no Oregon
Crédito: John Jacob/DivulgaçãoAbelhas encontram um novo lar no apiário solar Eagle Point, no Oregon

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

Outra vantagem do projeto é que as plantas nativas exigem menos manutenção do que a grama, por exemplo. Enquanto pode ser necessário cortar a grama até oito vezes por ano, no caso da vegetação nativa essa frequência cai para duas ou três vezes anuais.

Insetos podem ajudar na polinização da vegetação e dos cultivos agrícolas da região
Crédito: John Jacob/DivulgaçãoInsetos podem ajudar na polinização da vegetação e dos cultivos agrícolas da região

Desde 2017, a Pine Gate desenvolve iniciativas que possam tornar as terras dos parques solares mais produtivas. Isso envolve, por exemplo, parcerias com fazendeiros e agricultores para cultivar alimentos ou oferecer pastagens para o gado em meio às placas fotovoltaicas.

Também são realizadas pesquisas para o monitoramento de espécies vegetais nativas e polinizadores. Os resultados, afirma a empresa, são compartilhados de forma ampla, para que a indústria da energia solar possa se tornar cada vez mais sustentável.

Flores nativas, que atraem as abelhas, compõem a paisagem da fazenda solar
Crédito: DivulgaçãoFlores nativas, que atraem as abelhas, compõem a paisagem da fazenda solar

Os Estados Unidos, assim como vem ocorrendo em outros lugares, sofrem com o desaparecimento misterioso e a morte em massa de abelhas: o impacto da falta delas na produção agrícola já é objeto de discussão e de preocupação há algum tempo.

Assim, iniciativas como essa tendem a ser bem vistas, por poderem ajudar essas populações a se recuperar.

Leia também:

Flores mecânicas atraem abelhas e ajudam na polinização

Colmeia modular estimula produção de mel caseiro

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.