Projeto empresta lanternas para a travessia de pedestres

Iniciativa em Pelotas (RS) disponibiliza sinais luminosos para a segurança dos passantes em cruzamentos escuros

Por: Redação

Como seria bom se um vaga-lume do bem ou um “lanterninha” como aqueles dos velhos cinemas pudesse ajudar as pessoas a atravessar a rua em cruzamentos mal-iluminados das cidades. Pois essa é a ideia de um projeto implementado em Pelotas (RS): ele disponibiliza lanternas para a travessia de pedestres em locais escuros do município.

E faz isso de forma muito criativa, por sinal. As lanternas, no caso, são disponibilizadas nos postes metálicos que são base para as placas de rua, em locais que não têm farol para a travessia do pedestre.

O modelo delas, aliás, lembra justamente o do bonequinho que muda de cor segundo a indicação de permitido ou proibido atravessar. É como se o passante “pegasse” a silhueta iluminada para usá-la como alerta para os veículos pararem durante sua travessia.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

Por uma travessia de pedestres mais iluminada
Crédito: DivulgaçãoPor uma travessia de pedestres mais iluminada

Quando chega ao outro lado da rua, o pedestre simplesmente deposita a lanterna no poste metálico, para que possa ser usada por alguém que vá fazer o trajeto oposto.

Entre os modelos de lanterna, um foi criado especialmente para idosos, na cor amarela, para que os motoristas tenham uma atenção especial com o trânsito das pessoas mais velhas.

“O sistema está em teste em duas ruas da região central de Pelotas”, conta o publicitário Ramon Ballverdú, diretor de criação do projeto junto com o irmão, Thomaz Ballverdú, também publicitário. “Queremos expandi-lo para bairros menos centrais da cidade e também para o município de Canoas”, diz.

A iniciativa do Pedestre Iluminado foi realizada pela agência Mark+, em parceria com o estúdio Carma e a concessionária Nissul Renault, todos de Pelotas.

Leia também: Conheça o banheiro de bolso que dispensa água e rede de esgoto

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.