Cientista turca cria plástico de caroço de azeitona

Material leva cerca de um ano para se decompor na natureza e se mistura à terra como fertilizante

Por: Redação | Comunicar erro

Preocupada com a saúde do pai, que engolia as sementes do fruto da oliveira, uma cientista turca resolveu arrumar uma função útil para elas. Criou, então, um plástico de caroço de azeitona.

A cientista em questão, Duygu Yilmaz, descobriu, durante seus estudos, que a composição química dos caroços da azeitona e a do plástico tradicional possuem semelhanças.

Assim, montou uma startup, batizada de Biolive, que transforma os descartes de fabricantes de azeite em bioplástico.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

O plástico de caroço de azeitona foi desenvolvido por uma cientista turca
Crédito: Reprodução/BioliveO plástico de caroço de azeitona foi desenvolvido por uma cientista turca

O plástico de caroço de azeitona leva cerca de um ano para se decompor na natureza. E se mistura à terra como fertilizante. O plástico tradicional, por sua vez, pode durar até 450 anos no ambiente.

A substituição de 900 gramas do material plástico comum pelo plástico de caroço de azeitona da Biolive reduz as emissões de dióxido de carbono em cerca de 6 kg, segundo a empresa.

Graças a esse invento, o ambiente passou a ter uma opção mais sustentável de plástico. E o pai de Duygu Yilmaz ganhou uma boa razão para deixar de engolir os caroços das azeitonas.

Leia também: Sapato de couro vegano é produzido com folhas de oliveiras

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: