Dimenstein: segredo do crescimento da Catraca não tem segredo

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro
Tags: #News

Neste ano, Catraca Livre foi atacada intensamente com a Fake News, usando uma imagem forjada: uma promessa de que deixaria as redes sociais se Jair Bolsonaro ganhasse as eleições.

Junto com os ataques, veio uma campanha de boicote, mobilizando internautas a abandonar em massa nossa página do Facebook.

Fomos alvos de mentiras porque usamos, em 2015, a Lei Rouanet para promover uma agenda de atividades culturais gratuitas. Isso como se usar essa lei fosse ilegal ou um favor do governo. Não se deram ao trabalho de informar que o governo não libera do dinheiro. Mas, por ser um incentivo fiscal, deve-se buscar patrocínio em empresas privadas.
Apresentou-se a lei como uma “mamata”.
A resposta a esses ataques, baseados em Fake News, é visível no gráfico divulgado, depois das eleições, pelo Facebook. Nos últimos 7, todos os indicadores da Catraca cresceram de forma acelerada.
Mais importantes deles: alcance atingiu mais de 14 milhões de pessoas em 7 dias, num crescimento de 6%; visualização de páginas, 45%; envolvimento com a publicação, 46%.
O alcance continuou a aumentar nos meses seguintes.

Esses dados apenas reforçam nossa posição não apenas diante de Jair Bolsonaro, mas de todos os governantes, políticos e partidos.

Não faremos nada diferente. Vamos fazer o que sempre fizemos desde que nascemos há 10 anos.

Vamos continuar sendo um projeto editorial orientado pelo respeito à democracia e à diversidade. Vamos continuar cultuando a paz e combatendo as mais diversas formas de violência.

Consideramos essencial ajudar o Brasil a combater o ódio, mostrando que adversário não é inimigo, criticas não é ofender e discordar não é agredir.

Vamos continuar elogiando o que consideramos correto – e sem medo de elogiar.  Vamos continuar criticando o que consideramos errado – e sem medo de apanhar pelas críticas.

Catraca Livre nasceu com a ideia de ajudar a empoderar seus leitores, fornecendo informações nas mais variadas áreas – de saúde, à cultura, passando por educação e consumo – que os ajudem a ter mais e melhores opções acessíveis.
Em poucas palavras, queremos que nosso leitor tenha mais poder.

Somos uma produção independente totalmente digital – não temos suporte de nenhum grande grupo empresarial nem outras mídias como jornal, rádio ou televisão.

Mesmo assim, conseguimos uma audiência expressiva, alcançando boa parte da internet brasileira. Apenas nossa página principal no Facebook atinge, por mês, quase 37 milhões de pessoas – cerca de 35% de toda internet brasileira.

Essa audiência foi conquistada, aos longo de 10 anos de experimentação, entre erros ( muitos erros) e acertos, mas sempre orientada pelo valor do empoderamento individual – a essência da liberdade.

Compartilhe:

Autor: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.