Jornalista dá aula de 5 segundos de feminismo a Eduardo Bolsonaro

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro
Tags: #News

Eduardo Bolsonaro pediu aos professores que não tratassem de feminismo em sala de aula, como se fosse uma doença.

Pego emprestada a definição de uma jornalista – Mariliz Pereira Jorge, da Folha – para que se entenda o feminino em apenas 5 segundos.

“Sua mãe, suas colegas, suas amigas, suas primas, suas filhas devem ter os mesmos direitos que os homens, no trabalho, na divisão de tarefas domésticas, nas relações sexuais?
É disso que se trata o feminismo”

Não é necessário mais nenhum segundo ou palavra para mostrar a bobagem que significa atacar o feminismo.

Compartilhe:

Autor: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.