Saiba como ganhar dinheiro como motorista de aplicativo

O trabalho tem sido muito utilizado como complemento de renda; plataformas mudam sistema de remuneração para beneficiar condutores

Por: Redação

A procura por emprego não tem levado você muito longe pela escassez de vagas? Calma: há outros caminhos para a sua composição de renda. Por sinal, eles podem ser mesmo trilhados ao volante de um veículo. Assim, muita gente tem optado por ser motorista de aplicativo.

Muita gente usa o trabalho de motorista de aplicativo como complemento de renda
Crédito: Divulgação/UberMuita gente usa o trabalho de motorista de aplicativo como complemento de renda

Nesse tipo de trabalho, a atuação é como profissional autônomo, sem vínculo empregatício.

E se, por um lado, há vantagens como a flexibilização de horário, de outro é necessário obedecer a algumas exigências para estar apto para a função.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com a observação Exerce Atividade Remunerada (EAR) é a primeira delas. Também são exigidos CPF e licenciamento do veículo.

O perfil do operador, por sinal, costuma ser submetido à análise de histórico a partir de base pública de dados, como informa a 99. Nessa plataforma, ao fazer seu cadastro eletrônico, o motorista precisa enviar uma fotografia segurando a própria CNH.

A cidade de São Paulo tem uma legislação específica para ser motorista de aplicativo. É necessário obter o Conduapp (Cadastro Municipal de Condutores).

As obrigatoriedades também dizem respeito ao veículo. Na 99, ele precisa ser um carro de quatro portas e data de fabricação a partir de 2010. E estar devidamente licenciado.

Carro emprestado

A Uber, por sua vez, diferencia o tipo de auto requerido de acordo com o serviço prestado. Para o uberX, categoria mais popular de viagem, o carro tem de ser modelo 2008 ou mais novo e possuir quatro portas, cinco lugares e ar-condicionado.

Os interessados em se cadastrar na Uber podem usar um carro próprio, de outra pessoa ou ainda alugado, desde que esteja licenciado.

As plataformas oferecem assistência e suporte de segurança 24 horas aos usuários.

O serviço de inteligência da 99 mapeia riscos nas áreas em que trafega o motorista. A Uber verifica informações pessoais dos usuários, que avaliam os condutores ao final do serviço prestado.

As empresas têm mudado suas fórmulas de cobrança para aumentar os ganhos do condutor de acordo com o tempo e a distância da corrida.

Também já existem apps para públicos mais específicos, como o Lady Diver, que trabalha só com mulheres ao volante, e o Cabify, que foca mais o usuário executivo e utiliza carros de alto padrão.

Acompanhe nossa série especial sobre o #EmpreendedorismoReal. Nela, você encontra dicas de especialistas para abrir seu negócio e histórias de quem já se tornou um empreendedor.

Leia também: Como abrir uma empresa de sucesso? Confira dicas para empreender

Compartilhe: