10 motivos para você começar praticar Mindfulness agora

Por:
A meditação pode ser responsável por uma melhora na qualidade de vida e redução do estresse

O Mindfulness, estilo de meditação clássica budista, vem ganhando cada vez mais adeptos. Os benefícios da meditação antiestresse são conhecidos e estudados há mais de 10 anos. A técnica de atenção plena e meditativa focada na respiração diminui os níveis de cortisol (hormônio do estresse), sendo importante aliada para pacientes com hipertensão arterial, distúrbios do sono, dores e doenças crônicas.

Há cada vez mais métodos e escolas espirituais de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal aparecendo. Mestres como Lama Padme Santem (Centro de Estudos Budistas Bodisatva), Sri Prem Baba (Awaken Love), Sri Sri Ravi Shankar (Arte de Viver) e Meditação Transcendental ajudam a expandir.

Pesquisas científicas demonstram que a ciência e as universidades estão cada vez mais interessadas na prática e seus benefícios. Há estudos em Harvard e iniciativas em hospitais como Albert Einstein que mostram esse interesse e uso médico.

A jornalista e terapeuta, Mirna Grzich, referência em meditação no Brasil, que assina o aplicativo Medita! comenta sobre dez motivos para você começar a praticar a meditação Mindfulness e ter mais qualidade de vida. Confira:

1) Uma pesquisa do Jefferson-Myrna Brind Center of Integrative Medicine/EUA mostra que a meditação da mente plena reduz os sintomas de estresse de mulheres com câncer no seio. Não somente isso, mas testes com meditação e imaginação mostram que ocorrem mudanças positivas no cérebro relacionadas ao estresse, emoções e satisfação.

2) A meditação diminui o efeito deletério dos resfriados e gripes, segundo pesquisa da Wiscosin School of Medicine and Health/EUA. Pessoas que praticam meditação perdem menos dias em processos de infecções respiratórias, com menos sintomas e duração diminuída.

3) A Universidade de Buckingham, na Inglaterra, introduziu em suas atividades, por exemplo, sessões de técnicas que promovem a consciência plena para estudantes e professores a fim de combater a procrastinação e estimulá-los a concluir suas tarefas. Confira aqui.

4) A meditação nos torna mais focados e zen, porque com sua prática alcançamos um melhor controle do processo da dor e das emoções, especificamente através do controle dos ritmos alpha do córtex, que determinam a maneira e em que sentidos nossas mentes colocarão a atenção, de acordo com estudo no jornal Frontiers in Human Neuroscience.

5) Um estudo do jornal Annals of Rheumatic Disease mostra que a meditação da mente plena diminui o estresse e a fadiga podendo ajudar pessoas com artrite reumatoide.

6) Pesquisadores da Universidade do Oregon/EUA descobriram que o treino de técnicas de meditação integrando corpo e mente pode resultar em mudanças nas sinapses do cérebro, protegendo contra doenças mentais. A prática da meditação altera a densidade do corpo caloso e a proteção da mielina, na região singular do cérebro.

7) A meditação diminui a possibilidade de depressão em mulheres grávidas, segundo pesquisa da Dra. Maria Muzik, professora assistente de psiquiatria da Universidade de Michigan/EUA. A meditação da mente plena e yoga fazem a mulher grávida se sentir empoderada e positiva em relação a sua gravidez.

8) Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Los Angeles/EUA, descobriram que a meditação da mente plena ajuda a diminuir a sensação de solidão dos idosos que vivem sozinhos, dinamizando o sistema imunológico e diminuindo a expressão dos genes responsáveis por processos inflamatórios.

9) O treino em meditação é considerado excelente como estratégia para ajudar pessoas em processo de perda de peso, segundo pesquisa conduzida por psicólogos para o Consumer Reports and the American Psychological Association.

10) O ato de meditar diminui a possibilidade de depressão entre adolescentes. Estudo da Universidade de Leuven/Bélgica mostra que a meditação da mente plena faz com que os jovens experimentem menos estresse, ansiedade e depressão.