5 problemas que você pode ter por conta da má postura

Por:

São cerca de oito horas na cadeira do escritório em frente ao computador e mais algumas boas horas com a cabeça baixa de olho no celular. Junte a isso o cansaço e a falta de exercícios físicos. O resultado é inevitavelmente dores nas costas, problema que afeta 85% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Não pense que apenas uma sessão de massagem irá resolver o problema de vez, a solução vai além e exige, em muitos casos, mudança de hábito e consciência corporal. Observar o jeito que se senta na cadeira, que se deita no sofá e a postura que se mantém para dirigir são coisas extremamente importantes.

Quem trabalha sentado deve manter a coluna apoiada, com os joelhos em 90º e pés também apoiados

“A primeira coisa que a gente pede é que a pessoa não fique muito tempo em uma mesma postura”, alerta o ortopedista Dr. Raphael Marcon, especialista em coluna do HCor.  “A gente recomenda a regra dos 50-10. Quem trabalha sentado, o ideal é se levantar a cada 50 minutos e ficar 10 minutos em pé.  Vá ao banheiro, beba água, tome um café e, se possível, se alongue um pouco”, recomenda o médico.

O mesmo vale para quem trabalha em pé. É necessário mudar a posição a cada 50 minutos para descansar as articulações. “Esse é um jeito de você tentar minimizar os efeitos que a vida moderna traz”, explica o médico.

Além da questão estética, a má postura reflete em outros fatores. Confira algumas das consequências:

Dores

Em longo prazo, a pessoa começa a desenvolver dores osteoarticulares por fadiga que são de difícil tratamento. Muitas vezes, envolve reabilitação com fortalecimento, acupuntura, fisioterapia, além das atividades físicas, para tirar a pessoa desse estado crônico.

Lesões

“Em algumas profissões, as pessoas têm maior risco de degeneração do disco e hérnia de disco por conta da postura”, explica o médico. Por exemplo, em profissões que as pessoas ficam muito tempo permanentemente com o pescoço fletido, como um técnico de laboratório que passa o dia inteiro analisando lâminas no microscópio, vai ocorrer um risco maior  de desenvolvimento de hérnia de disco na região cervical.

Fadiga

Uma má postura pode atrapalhar os níveis de energia, concentração e rendimento de uma pessoa e também fazer com que os músculos entrem em fadiga.

Barriga saliente

Além do impacto estético, a má postura pode causar flacidez abdominal porque acaba projetando a barriga para frente. “Se você aumenta a cifose (corcunda), você acaba aumentando a lordose. É uma questão de acomodação das estruturas”, explica o Dr. Marcon.

Cifose nos mais idosos

Pessoas com idade mais avançada e com osteoporose, quando mantém uma má postura, pode ter a cifose aumentada a medida que elas envelhecem. De acordo com o especialista, se ela não se exercita e não fortalece a musculatura que a mantém ereta, a tendência é que essa pessoa com osteoporose fique corcunda mais precocemente.

Posição certa para dormir 

Todo o cuidado com a postura também deve ser mantido ao ir para a cama. Dormir com um travesseiro muito alto irá forçar o alongamento exagerado dos extensores do pescoço contribuindo para uma possível lordose cervical, além de torcicolo.

“O ideal é dormir de lado com o travesseiro apoiado na cabeça de modo que quem observa a pessoa deitada vê a cabeça alinhada com o resto da coluna. Não pode ser muito alto e nem muito baixo. De preferência com um travesseiro entre os joelhos”, recomenda Marcon.

Postura não deve ser esquecida nem na hora de dormir

Além disso, o especialista do HCor diz que é necessário reforçar as estruturas para que elas suportem mais tempo nas condições que a vida moderna exige. “O que a gente recomenda é o exercício físico, porque é uma das poucas coisas comprovadas que em longo prazo servem para prevenir dores nas costas”. De acordo com o ortopedista, qualquer exercício vale, até mesmo uma simples caminhada.

Confira também: