Alimentos básicos que estão em sua casa ajudam a emagrecer

Eles são comuns e estão em qualquer geladeira ou despensa. Conheça os alimentos básicos que são aliados para manter o peso e a saúde

Por: Redação Comunicar erro
Crédito: Montagem sobre fotos PixabayAlimentos básicos que estão em sua casa ajudam a emagrecer

Tem muita gente achando que é preciso mover mundos e fundos para fazer uma dieta saudável e consumir alimentos que nos mantenham em boa forma. Mas há itens básicos que estão em qualquer geladeira ou despensa e que podem ajudar você nessa empreitada. Confira:

<b>Azeitona</b> - Vista por alguns como um alimento proibido em pratos saudáveis, a azeitona, na verdade, facilita a digestão. São 140 kcal em 100 gramas de azeitonas verdes em conserva. Isso significa que seis unidades têm menos de metade das calorias do que o mesmo peso em amendoins -- outro petisco bastante popular. A queima de gordura se dá pelo alto conteúdo de adiponectina, substância que ajuda a controlar a ingestão e, por consequência, o peso. O azeite e as azeitonas são ricos em gordura monoinsaturada.
Crédito: Jacqueline Macou/PixabayAzeitona - Vista por alguns como um alimento proibido em pratos saudáveis, a azeitona, na verdade, facilita a digestão. São 140 kcal em 100 gramas de azeitonas verdes em conserva. Isso significa que seis unidades têm menos de metade das calorias do que o mesmo peso em amendoins -- outro petisco bastante popular. A queima de gordura se dá pelo alto conteúdo de adiponectina, substância que ajuda a controlar a ingestão e, por consequência, o peso. O azeite e as azeitonas são ricos em gordura monoinsaturada. "Ela ajuda a reduzir o colesterol ruim e a aumentar o bom", explica Vanessa Maniezo, gerente de nutrição ligada à SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina). "As fibras e a gordura monoinsaturada fazem com que o intestino funcione bem, evitando a prisão de ventre." Essas fibras também resultam em sensação de saciedade.
<b>Cenoura </b> - Cada 100 gramas possui cerca de 43 kcal e três gramas de fibra, o que novamente gera sensação de saciedade. Isso faz com que as refeições seguintes sejam feitas de forma mais controlada. É considerada altamente nutritiva pelos elevados teores de pró-vitamina A (ou caroteno). E o melhor: os carotenos não são destruídos pelo cozimento.
Crédito: Jacqueline Macou/PixabayCenoura - Cada 100 gramas possui cerca de 43 kcal e três gramas de fibra, o que novamente gera sensação de saciedade. Isso faz com que as refeições seguintes sejam feitas de forma mais controlada. É considerada altamente nutritiva pelos elevados teores de pró-vitamina A (ou caroteno). E o melhor: os carotenos não são destruídos pelo cozimento.
<b>Limão </b> - Fruta com pouquíssimas calorias, tem poder antioxidante, o que causa um “efeito detox” no organismo. A pectina presente no limão também é conhecida por promover sensação de saciedade. “O limão é uma fruta com baixa quantidade de carboidratos, rica principalmente em vitamina C e pode, sim, ser usada de diversas formas na alimentação, como em sucos, temperando saladas e proteínas animais, na água saborizada ou mesmo in natura”, afirma a nutricionista Daniela Lopes Gomes, doutora em Nutrição Humana pela Universidade de Brasília (UnB) e membro do Departamento de Nutrição da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes).
Crédito: S. Hermann & F. Richter/PixabayLimão - Fruta com pouquíssimas calorias, tem poder antioxidante, o que causa um “efeito detox” no organismo. A pectina presente no limão também é conhecida por promover sensação de saciedade. “O limão é uma fruta com baixa quantidade de carboidratos, rica principalmente em vitamina C e pode, sim, ser usada de diversas formas na alimentação, como em sucos, temperando saladas e proteínas animais, na água saborizada ou mesmo in natura”, afirma a nutricionista Daniela Lopes Gomes, doutora em Nutrição Humana pela Universidade de Brasília (UnB) e membro do Departamento de Nutrição da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes).
<b>Tomate</b> - O fruto tem um valor energético baixíssimo -- 100 gramas significam aproximadamente 14 calorias, o que alguns especialistas consideram como “calorias negativas”. Isso quer dizer que o tomate tem tão poucas calorias que, durante o processo de metabolização, nosso organismo gasta mais energia digerindo-as do que ganha. Um dos métodos mais eficientes de consumo para emagrecer é em forma de sumo, devido à concentração de licopeno mais elevada nesse formato. Esse é um antioxidante que nos protege dos radicais livres. Em um estudo publicado na “US National Library of Medicine”, do National Institute of Health (EUA), um grupo de mulheres ingeriu diariamente, durante oito semanas, 280 ml de sumo de tomate e, como resultado, houve redução da circunferência da cintura das pesquisadas.
Crédito: Steve Buissinne/PixabayTomate - O fruto tem um valor energético baixíssimo -- 100 gramas significam aproximadamente 14 calorias, o que alguns especialistas consideram como “calorias negativas”. Isso quer dizer que o tomate tem tão poucas calorias que, durante o processo de metabolização, nosso organismo gasta mais energia digerindo-as do que ganha. Um dos métodos mais eficientes de consumo para emagrecer é em forma de sumo, devido à concentração de licopeno mais elevada nesse formato. Esse é um antioxidante que nos protege dos radicais livres. Em um estudo publicado na “US National Library of Medicine”, do National Institute of Health (EUA), um grupo de mulheres ingeriu diariamente, durante oito semanas, 280 ml de sumo de tomate e, como resultado, houve redução da circunferência da cintura das pesquisadas.

Com informações de NIT, SPDM, Embrapa e SBD

Compartilhe: