Conheça as 10 principais tendências fitness para 2019

Pesquisa anual identifica - a partir da opinião de profissionais de saúde - quais as atividades e recursos fitness estarão em alta no mundo

Por: Redação | Comunicar erro

A cada ano, as academias e o mercado fitness, em geral, se enchem de novidades para fisgar novos atletas e tirar os antigos da monotonia. O treinamento em circuito já foi novidade, ballet fitness também teve sua vez. Mas o que esperar de 2019? Para falar sobre essas tendências fitness tem até cientistas que pesquisam anualmente e fazem um ranking com as apostas para o ano seguinte.

A última lista da ACSM’s  Health & Fitness Trends for 2019 classificou as próximas tendências mundiais de acordo com pesquisa que ouviu a opinião de diversos profissionais de saúde e condicionamento físico.

Entre os destaques, aparecem aparelhos que medem gasto calórico e os treinos em grupo, que não são necessariamente uma novidade, mas continuarão em alta de acordo com a previsão.

Os autores da pesquisa, no entanto, lembram que é preciso entender que a popularidade regional de um exercício nem sempre se traduz como uma tendência internacional. Isso quer dizer que uma modalidade que esteja fazendo muito sucesso em uma cidade ou determinado país , pode não estar representada neste ranking, já que ele faz uma avaliação global.

Confira o ranking com as principais tendências fitness e o que esperar no decorrer de 2019:

1º lugar – Tecnologia wearable

mulher usando uma pulseira que mede frequência cardíaca
Crédito: jacoblund/istockPulseiras inteligentes e óculos de realidade aumentada entram nessa categoria de tecnologia “vestível”

Esse tipo de “tecnologia de vestir” evolui muito e inclui rastreadores, como relógios e pulseiras inteligentes, monitores de frequência cardíaca e calórica e camisetas com GPS. Em geral, esses aparelhos ajudam a aumentar a organização, incentivar a prática de exercícios ou acompanhar programas de perda de peso.

Essa tendência apareceu pela primeira vez no topo deste ranking em 2016, no ano passado ficou em terceiro lugar, mas agora este ano estará ainda mais acessível ao grande público.

2º lugar – Treinamento em grupo

As aulas em grupo são projetadas para serem sessões motivacionais para diferentes níveis de condicionamento físico, com instrutores que possuem técnicas de liderança que ajudam indivíduos em sua classe a atingir metas de condicionamento físico. Existem muitos tipos de aulas, desde as de cardio e de ciclismo indoor a aulas de dança e até aulas de step.

Os programas de treinamento em grupo já existem há muito tempo e têm aparecido como uma tendência mundial em potencial desde que a pesquisa foi originalmente construída em 2006. No entanto, foi apenas em 2017 que o treinamento em grupo se classificou entre os 20 melhores, aparecendo em 6º e 2º lugar na pesquisa de 2018.

3º lugar – HIIT

Outra modalidade já bem conhecida e muito falada nos últimos anos, o  Treinamento de Intervalo de Alta Intensidade (HIIT) continua como tendência forte em 2019. Esses programas de exercícios normalmente envolvem episódios curtos de exercícios de alta intensidade, seguidos por um curto período de descanso. Embora tido como uma tendência possível em pesquisas anteriores, mas não alcançando o top 20, o HIIT foi o número 1 no ranking de 2014 e 2018 e está no top cinco todos os anos desde 2014. Apesar das advertências de alguns profissionais de condicionamento físico por conta de risco de lesões, o HIIT tem sido popular em academias em todo o mundo.

4º lugar – Programas fitness para a terceira idade

Esse filão tem crescido no mercado fitness, seguindo o aumento da expectativa de vida das pessoas, que estão permanecendo saudáveis ​​e ativas por muito mais tempo. O ranking aponta as adaptações a serem feitas em exercícios físicos buscando atender os cuidados que os idosos precisam.

5º lugar – Treinamento com o peso do corpo 

homem fazendo exercício na barra fixa
Crédito: Victor Freitas/PexelsBarra fixa é um dos exercícios para as costas que mais exige força e resistência muscular

O treinamento com peso corporal geralmente usa equipamento mínimo, o que o torna uma maneira funcional e barata de se exercitar de forma eficaz. Esse tipo de exercício incluem, por exemplo, as famosas flexões, agachamentos e barras fixas.

6º lugar – Instrutores certificados em métodos diferentes

Ávidos por novidades, os alunos costumam buscar sempre aulas diferenciadas nas academias e, de acordo com os pesquisadores, os profissionais que apostarem em se especializarem com certificados especiais estarão um passo afrente. Modalidade como Zumba e Crossfit foram dois grandes exemplos que dominaram a procura nas academias nos últimos anos.

7º lugar – Yoga

A Yoga tem assumido uma variedade de formas (incluindo Power Yoga, Yogilates, yoga na sauna, AcroYoga – apenas para citar alguns exemplos). E a expectativa de crescimento da procura pela atividade segue firme neste ano.

A prática vai muito além de posturas, inclui um trabalho importantíssimo de respiração, meditação, alongamento e força. É um exercício muito reconhecido como uma forma de encontrar equilíbrio entre mente e corpo.

Confira um vídeo que demostra uma aula de Yoga na sauna:

8º lugar – Treinamento com personal 

Essa tendência continua à medida que a profissão de personal training se torna mais acessível em academias de ginástica, em casa e em locais de trabalho que possuem instalações de ginástica. Este tipo de treinamento inclui testes de condicionamento físico, com treinos específicos para as necessidades e metas individuais de cada aluno.

9º lugar – Treinamento funcional 

mulher fazendo agachamento
Crédito: jacoblund/istockAgachamento é um movimento funcional considerado um dos mais completos

Esse tipo de treino se baseia nos movimentos naturais do corpo, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. Os movimentos trabalga equilíbrio, coordenação, força e resistência. Por conta da quantidade infinita de exercícios e possibilidades, costuma ser uma atividade mais motivadora que a musculação.

10º lugar – Exercício como remédio

Segundo uma iniciativa chamada “Exercise is medicine” (Exercício é Medicina), alguns médicos deveriam prescrever tratamentos ligados a exercícios e à atividade física como forma de tratamento para algumas doenças. De fato, o exercício auxilia na saúde e na melhor qualidade de vida. Além disso, a iniciativa reconhece os profissionais de educação física como parte da equipe de assistência médica em suas comunidades locais.

O que esperar das novidades no Brasil

Pilates Atlético

A modalidade consiste em uma aula feita em máquinas de Pilates, mas com a intensidade de treinos funcionais. Segundo a educadora física Gerusa Gurak, a aula lembra os treinos de HIIT em vários momentos.

Treino Gaia

Esse tipo de treino é feito em parques ou em espaços onde os acessórios usados estão ligados à natureza, como tronco de árvores, pedras, grama e montanhas.  O treino Gaia é inspirado em diversas fontes, como meditação, BioEnergia, Yoga e treinamento funcional e foca em movimentos naturais da nossa espécie (como saltar, correr, equilibrar, agachar e arremessar). “É uma volta ao natural, e a conexão com o meio ambiente traz diversos resultados”, explica a educadora Física.

Acessórios que conectam a sensibilidade

  • Moveflow

A modalidade inclui movimentos fluído, usando uma bola especial que facilita os exercícios e a percepção da respiração.

  • Stretch-eze

O Strech-eze é uma faixa de tecido elástico gigante que possibilita diferentes formas de uso, ampliando os movimentos e trabalhando mais profundamente os músculos mais profundos. Ela pode ser combinada tanto com outros acessórios, como também com aparelhos, como os de Pilates.

Compartilhe: