Diet e light: entenda de uma vez a diferença entre eles

Por:

Que atire a primeira pedra quem nunca se confundiu entre os alimentos diet e light nas prateleiras do mercado. A diferença está na quantidade de um determinado elemento nos ingredientes do produto: reduzido quando é light, nulo quando é diet. O próprio nome sugere a ligação de suas características nutricionais.

Fique de olho na tabela nutricional para escolher o alimento diet ou light mais adequado

Diet está relacionado às dietas que excluem completamente um dos elementos da receita e é desenvolvido para um determinado público que tenha certo tipo de restrição alimentar.

Produtos dietéticos com ausência de açúcares são recomendados para diabéticos. Com ausência de gordura, recomendados para pessoas com altos níveis de colesterol e triglicérides. Sem de sal, recomendados para pessoas com hipertensão.

Vale lembrar que nem todo alimento diet “emagrece”. Por isso, ainda é importante que o consumidor fique atento ao rótulo e à tabela nutricional.  Não necessariamente um produto diet tem menos calorias ou é mais “saudável” do que a sua versão convencional.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o DPDC (Departamento de Defesa do Consumidor), os alimentos para fins especiais (diet) são aqueles especialmente formulados “para atender às necessidades nutricionais de pessoas em condições metabólicas e fisiológicas específicas”.

Por outro lado, o light (leve, em inglês) se refere a uma redução de, pelo menos, um dos ingredientes. Pode ser um número menor de gordura, de sódio, de açúcar ou de todos eles.

O doce light, mesmo com um nível reduzido de açúcar, por exemplo, ainda não é o recomendado para um diabético. O mesmo vale para os hipertensos, que precisam cuidar da ingestão de sal, e assim por diante.

Esse tipo de produto é mais procurado por quem quer restringir determinados elementos para perder peso. De qualquer modo, não adianta comprar manteiga light e comer o dobro da quantidade  –você pode estar ingerindo mais gordura e sódio do que imagina.

Um produto com rótulo “light”, “low” ou “reduzido” deve “informar a diferença em %, fração ou valor absoluto no valor energético ou conteúdo dos nutrientes entre os alimentos”, conforme o Regulamento técnico de Informação Nutricional Complementar – INC (Resolução RDC n. 54/2012). Ainda de acordo com essa regulamentação, o rótulo do alimento “light” precisa apresentar “informação de quanto foi a redução e sobre qual nutriente a informação se refere”.

Resumindo: produtos diet são livres de um determinado nutriente ou ingrediente. Produtos light apresentam quantidade menor de determinado(s) nutriente(s) ou ingrediente(s). Fique atento ao rótulo e à tabela nutricional e bom apetite!

Leia também: