Novas modalidades que farão você ver academia com outros olhos

Confira algumas novidades que as academias têm inventado para não deixar os treinos caírem na mesmice

Por: Redação | Comunicar erro
pessoas pulando com molas nos pés
Crédito: divulgação/Kangoo JumpJá ouviu falar de Kangoo Jumps?

As academias e os profissionais de Educação Física estão constantemente inventando novas modalidades para manter o brilho nos olhos dos alunos. Afinal, levantar peso todos os dias não é motivação suficiente para todo mundo. Se essa definitivamente não é sua praia, confira o que anda rolando de novidades por aí.

Kangoo Jumps

Na aula de Kangoo Jumps, os alunos usam uma espécie de mola nos pés para saltar com menos impacto nas articulações. A aula, basicamente, é uma mistura de saltos com coreografias. Além de proporcionar uma alta queima calórica, a atividade aumenta a resistência muscular localizada de membros inferiores.

Moveflow

O MoveFlow ajuda a aliviar tensões, trabalhando a fáscia, o maior órgão sensorial do corpo, ela envolve músculos, grupos musculares, vasos sanguíneos e nervos. As movimentações fluídas são feitas utilizando uma bola especial e seguindo a música como fio condutor. A ideia é que o praticante se movimente livremente, com facilidade, percebendo o próprio corpo e a respiração. As aulas são indicadas para todas as idades.

Stretch-eze

O Strech-ezeé um exercício feito com o auxílio de uma faixa de tecido elástico gigante que possibilita diferentes formas de uso, ampliando os movimentos e trabalhando os músculos mais profundos. Ela pode ser combinada tanto com outros acessórios, como também com aparelhos, como os de Pilates.

Slide Disc

Essa modalidade usa pequenos discos plásticos que deslizam, facilitando o movimento de braços e pernas, ao mesmo tempo em que mantêm a musculatura do core (abdômen, lombar e pelve) ativada. O exercício ajuda a tonificar braços, peito e pernas, além de trabalhar o equilíbrio e a capacidade respiratória em um nível totalmente novo.

Com os discos posicionados entre os pés e o chão, dá para fazer afundo, prancha, agachamento, alongamento de membros inferiores, abdominais. Já com os discos entre as mãos e o chão, é possível trabalhar ombro, costas e abdômen.

O segredo é o atrito gerado entre a ferramenta e a superfície, que cria uma resistência, exigindo mais do corpo.

Barre Fit

A modalidade mistura movimentos de Yoga, treino funcional e ballet, tudo feito na barra fixa. A aula conta com alguns acessórios, como pesos leves, elásticos, bolas e faixas a fim de permitir uma variedade de exercícios e trabalhar os músculos simultaneamente.

Os principais benefícios são: força, equilíbrio, flexibilidade, core e definição muscular.

Pilates funcional

A modalidade consiste em uma aula feita em máquinas de Pilates, mas com a intensidade de treinos funcionais. A aula lembra os treinos de HIIT em vários momentos.

Garuda

Parece uma prática de Yoga, uma aula de dança, lembra o repertório de pilates e Tai Chi Chuan, mas é Garuda, um treino que trabalha a força, flexibilidade, coordenação e resistência, com uma maior sensação de conforto e bem-estar.

“Muitos movimentos funcionais e orgânicos, espirais são executadas o tempo todo e isso envolve e libera as nossas fáscias, cria-se novos espaços no corpo e isso estimula o bom funcionamento de todos os órgãos e traz uma sensação de bem estar”, explica a instrutora Gerusa Gurak, do TC Pilates.

O método também oferece um treino cardiovascular enquanto trabalha o foco mental, ensinando o princípio sagrado de relaxamento dentro do movimento. As rotinas e exercícios são ilimitadas e trabalham todas as áreas do corpo.

Compartilhe: