Rock e atividades sociais desconstroem sua visão coxinha do Itaim

Por: Publi | Comunicar erro

O Itaim Bibi é cercado de coxinhas, mas não os que vocês estão pensando, viu! Tá na hora de dizer #NãoAoRótulo e experimentar muito mais do que o bairro pode oferecer, tem até atividades gratuitas.

Ah, mas voltando ao assuntos, as coxinhas de quem nós falamos ali em cima ficam na rua Clodomiro Amazonas, 321 e são famosas por três sabores: mineira (frango com queijo mineiro), camarão e requeijão. Outro lugar que oferece o salgadinho mais amado pelos paulistas funciona como um fast-food  e fica no ‘centrão’ do Itaim Bibi, próximo a rua Joaquim Floriano.

Há 20 anos fazendo a cabeça dos roqueiros o bar Manifesto quebra os padrões das casas de shows ou baladas comuns no Itaim Bibi. São dois andares dedicados a programação e com uma curiosidade para os amantes do rock: uma parede com fotos e instrumentos musicais autografados por  AC/DC, Megadeth, Kiss, Motorhead, Scorpions, Deep Purple, Adrenaline Mob, Foo Fighters, Metallica, Iron Maiden, Megadeth, Red Hot Chilli Peppers, Ramones, Black Label Society entre outros. Por essa você não esperava, não é? No Itaim os mosh´s também tem espaço.

São dois andares de muito rock no bairro Itaim Bibi.
Crédito: CaikeVanniSchefferSão dois andares de muito rock no bairro Itaim Bibi.

Pensando no bem-estar, ali na altura da avenida Brigadeiro Faria Lima, a  Biblioteca Municipal Anne Frank oferece cursos e oficinas gratuitos. Meditação e práticas corporais, yoga e brincadeiras para os pequenos estão sempre na programação. Você imaginou que uma biblioteca poderia ter oferecer isso? Olha só a quebra dos padrões!

A biblioteca iniciou suas atividades em 1947 e faz parte da história do bairro.
A biblioteca iniciou suas atividades em 1947 e faz parte da história do bairro.

Ainda na onda das atividades gratuitas o Instituto Espírita de Educação oferece três cursos: de gestantes, oficina de costura, tricô e crochê e de artesanato. Além disso, lá você encontra um bazar e ainda pode ser voluntário dos projetos desenvolvidos para comunidade interna e externa.

#TáNaSuasMãos quebrar outros rótulos por aí e desconstruir, na verdade, sua visão “coxinha” dos lugares.

Compartilhe: