Aluna da Paraíba se destaca em concurso de cartas da ONU

Por: Redação Comunicar erro

Sabrina Brito, de 14 anos, é aluna de uma escola de Campina Grande (PB) e conseguiu uma proeza. Ela participou de um concurso internacional de redação de cartas, foi classificada em primeiro lugar no Brasil e representou o país na etapa internacional do torneio da ONU (Organização das Nações Unidas).

Aluna da Paraíba se destaca em concurso de cartas da ONU

Nesta edição, os participantes deveriam escrever uma carta ao secretário-geral da ONU, Antônio Guterres, e descrever um problema mundial que gostariam que ele priorizasse. Também deveriam ajudá-lo a elaborar uma solução. A competição envolveu a participação de mais de 190 países.

A jovem brasileira escreveu sobre educação. Ela conta que não acreditou que havia sido escolhida –achou que era a primeira colocação estadual, e não nacional. “Foi uma coisa impactante para mim”, diz.

Aluna da Paraíba se destaca em concurso de cartas da ONU

A estudante acha que foi selecionada por ter conseguido demonstrar a importância da formação para o ser humano. Na carta, ela pediu ajuda para que todas as crianças do mundo tenham a oportunidade de ter acesso a uma educação de qualidade. “A contextualização que eu dei sobre a importância do conhecimento, desde o surgimento da humanidade até os dias de hoje, foi fundamental”, opina. “Isso não é importante só agora; o conhecimento sempre foi o diferencial na nossa espécie.”

Dúvida entre temas

A aluna relembra que ficou em dúvida entre escrever sobre igualdade de gênero ou sobre educação. O tema foi definido com o apoio da família –ela é filha de um professor universitário e de uma dona de casa e sempre teve bom desempenho na escola. “Eu sempre tive influência dos meus pais nos estudos”, conta. “Alguns dos meus amigos, quando procuram características para me definir, comentam desse fato de eu ser estudiosa.”

A premiação internacional aconteceu em Berna, na Suíça, e a brasileira recebeu menção honrosa, embora não tenha sido classificada. E já pensa no futuro. “Isso me motivou a buscar concursos, como olímpiadas de matemática, física e química. Esses desafios extracurriculares serão importantes para o currículo, futuramente. E [a vitória no concurso] também me fez pensar mais alto, sobre os lugares que eu posso chegar a partir da minha educação e do meu conhecimento.”

As inscrições para a edição de 2018 do concurso estão abertas até a próxima sexta-feira (16). Saiba mais aqui.

Com informações do MEC

Compartilhe: