Animação mostra como o diálogo resolve conflitos

Por: Redação Comunicar erro
Animação mostra mudança das rotas das barcaças que transportam celulose para não afetar os pescadores e a vida marinha no sul da Bahia
Animação mostra mudança das rotas das barcaças que transportam celulose para não afetar os pescadores e a vida marinha no sul da Bahia

O afastamento dos plantios de pinus e eucalipto de núcleos urbanos e a mudança das rotas das barcaças que transportam celulose para não afetar os pescadores e a vida marinha no sul da Bahia.

Dois dos mais emblemáticos acordos realizados entre setores historicamente antagônicos _ a indústria de base florestal e as organizações da sociedade civil _ estão na animação “Dialogando a Gente se Entende”.

Ela conta um pouco da metodologia usada pela Diálogo Florestal, uma das mais inovadoras iniciativas na construção de soluções de consenso e resolução de conflitos, tanto no Brasil como no exterior.

Inspirado no modelo da iniciativa internacional The Forests Dialogue (TFD), a metodologia reúne organizações, empresas, ambientalistas e moradores para implementar uma nova maneira de dialogar, com o objetivo de executar ações conjuntas de sustentabilidade.

“As decisões são tomadas por consenso, mesmo que isso demore mais tempo. Mas, quando se chega a um acordo, ele reflete o processo de maturidade do grupo e por isso funciona”, explica Miriam Prochnow, secretária-executiva.

A Diálogo Florestal, que começou em 2005 na Mata Atlântica e já se espalhou por outros biomas brasileiros, hoje atua em dez Estados e tem inspirado iniciativas sustentáveis, como a Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura.

“Isso nos faz acreditar, mesmo, que dialogando a gente se entende e que a tecnologia do diálogo pode ser muito útil neste momento da vida brasileira”, pontua Miriam.

Por QSocial

Compartilhe:

Tags: #animação