Aos 60 anos, Nobel da Paz se emociona no resgate de crianças

Por: Redação Comunicar erro

Na luta contra o trabalho infantil, ele perdeu amigos. Um foi baleado. As marcas dos resgates de crianças dos quais participou durante parte dos seus 60 anos estão em forma de cicatrizes pelo corpo.

O indiano Kailash Satyarthi, vencedor do prêmio Nobel da Paz 2014 ao lado da paquistanesa Malala Yousafzay, 17 anos, tem uma longa trajetória para tirar crianças e também adultos dos trabalhos forçados.

No mundo, 168 milhões de crianças são trabalhadoras. “Mais da metade está em condições muito difíceis, que incluem escravidão, trabalho em minas, tráfico e serviço como soldados”, disse ele, em entrevista a uma das jornalistas da QSocial em dezembro de 2013.

Segundo Kailash, o cenário é melhor hoje do que o de tempos atrás. E a sociedade civil pode colaborar. “Agora vivemos na era da informação, que é tão rápida e tão barata por blogs, Twitter, Facebook e [outras] mídias sociais. Nós podemos espalhar a informação muito rapidamente.”

Kailash conta que a emoção de resgatar crianças em situação de escravidão é intensa.

“Cada vez _não importa se 30 anos ou duas semanas atrás_ que eu resgato uma criança de uma situação de escravidão, distante 1.000 km ou mais de sua família, e a mãe já perdeu toda a esperança que o filho volte para casa… Toda vez que eu liberto uma criança e a entrego para aquela mãe, quando ela está com lágrimas nos olhos e chora de emoção… Nada é mais recompensador que isso.”

Por QSocial

*Este texto faz parte do projeto Geração Experiência, que tem como objetivo mostrar histórias de pessoas com mais de 60 anos que são inspiração para outras de qualquer idade.

Compartilhe: