Cooperativa de crédito em SC acolhe cão-guia em treinamento

Por: Redação | Comunicar erro

Um cão-guia em treinamento foi acolhido em uma cooperativa de crédito de Itajaí (SC). Cereja, uma cadela da raça labrador retriever, “bate ponto” acompanhando a analista de negócios Renata Würzius. A funcionária do estabelecimento encarou o desafio de participar da socialização do futuro cão-guia, atitude que foi bem recebida pelos patrões.

Renata Würzius participa da socialização da Cereja

Cereja é acompanhada pela escola de cães-guias Helen Keller. Mais de 40 cães-guia já viraram facilitadores para deficientes visuais de todo o país em 17 anos de atuação da escola. O processo de treinamento leva cerca de dois anos.

Ainda filhote, Cereja passa boa parte do dia dormindo. Quem está no posto de atendimento não pode interagir com a cadela, mas a curiosidade sobre a presença do animalzinho no posto de atendimento também gera solidariedade e interesse. Muitos cooperados já se dispuseram a doar e ajudar.

Deficiente visual e cão-guia

Os frequentadores da cooperativa geralmente percebem a presença de Cereja quando escutam o som saindo debaixo da mesa de Würzius. “Eu explico de uma maneira bastante tranquila que há um cão ali, que ele está em treinamento para uma função nobre, que é ser os olhos de quem não pode enxergar”, diz a funcionária.

Compartilhe: