Empresa alfabetiza funcionários de limpeza em vez de demiti-los

Ação é considerada exemplar pelo movimento Sou Responsável, campanha sem partidos, candidatos ou ideologia apoiada pelo Catraca Livre e pelo Instituto SEB de Educação

Por: Redação |

Nátaly Bonato trabalha em um escritório compartilhado na avenida Paulista, em São Paulo. Para organizar a limpeza do local, ela estabeleceu um relatório, que deveria ser preenchido pelos funcionários diariamente dizendo se o ambiente em questão havia sido limpo e, em caso negativo, explicando o porquê. Ela conta que o documento demorou uma semana para ser entregue e o banheiro havia virado “um caos”. “Nos reunimos e a descoberta foi que 50% do time [terceirizado] era iletrado”, contou Bonato. Em vez de trocar os auxiliares, ela fez algo muito melhor: buscou em escolas parceiras alguém que pudesse alfabetizá-los.

Empresa alfabetiza funcionários de limpeza em vez de demiti-los; equipe ganhou formatura

Essa história faz parte da série para o movimento Sou Responsável, cuja meta é estimular o protagonismo dos brasileiros. Nesta eleição, o Catraca Livre e o Instituto SEB de Educação decidiram apoiar essa campanha para ajudar o brasileiro a ser parte das soluções, e não do problema.

Foi assim que Bonato conheceu a pedagoga Dani Araujo, que topou o desafio. “As pessoas não são descartáveis. Eu não queria que alguém passasse pela minha vida sem ter o meu melhor, sem que eu pudesse tentar. Então, eu não queria que eles saíssem daqui um dia e continuassem tendo aquelas profissões porque eles não tinham escolha”, afirmou Bonato para a reportagem do site Razões para Acreditar.

O curso aconteceu às terças e quintas-feiras, durante o horário de almoço, por uma hora e meia.  “Foi ousado participar desse projeto. Não tinha experiência com letramento para adultos. Vibrei e chorei com cada conquista que fazíamos juntos, me sinto privilegiada pelo aprendizado que eles me proporcionaram”, disse a pedagoga.

Para comemorar a conquista, uma formatura surpresa foi organizada. “Na hora que eu vi eles vindo de beca, eu comecei a desfalecer de chorar e não só eu!”, lembra Bonato. “Foi muito incrível mesmo. Acho que é a melhor experiência da minha vida.”

Empresa alfabetiza funcionários de limpeza em vez de demiti-los; equipe ganhou formatura

Leia a reportagem completa no Razões para Acreditar

Compartilhe: