Estudante do MIT cria dispositivo que pode ler a mente humana

O AlterEgo detecta os sinais de fala interna do usuário e transforma-os em comandos computacionais

Por: Redação | Comunicar erro

Parece magia, mas é tecnologia: já existe uma tecnologia capaz de ler a mente humana. Arnav Kapur, estudante de 24 anos do

Crédito: Lorrie LeJeune/DivulgaçãoO AlterEgo detecta os sinais de fala interna do usuário e transforma-os em comandos computacionais

Um aluno do MIT criou um dispositivo capaz de “ler” a mente humana. A invenção é do jovem Arnav Kapur, 24 anos, que batizou o aparelho de AlterEgo.

O dispositivo, semelhante a um headset, consegue entender o que uma pessoa quer dizer, sem que seja preciso abrir a boca, e pode dar respostas.

A invenção pode ajudar pessoas que não podem se expressar em voz alta, devido a doença ou lesões, a emitirem suas opiniões.

Por meio de sensores, o AlterEgo capta os sinais cerebrais enviados para mecanismos de fala internos, como a língua ou a laringe, quando a pessoa “se comunica consigo mesma”, pois, como explica o pesquisador, esses músculos estão vibrando, de maneira sutil, de acordo com as palavras que pensamos.

Arnav Kapur apresentou o AlterEgo em uma palestra do TED, em Vancouver, no Canadá

No futuro, Kapur espera que o dispositivo possa entender e traduzir outras línguas também, quebrando barreiras de comunicação no mundo.

Compartilhe: