Estudo relaciona bactérias do intestino com depressão e ansiedade

Por: Redação

Um estudo da Universidade McMaster, no Canadá, mostrou que as bactérias do intestino têm um papel importante na indução de ansiedade e depressão. A pesquisa explora pela primeira vez a relação dos micróbios no intestino com o estresse.

Para concluir a tese, os pesquisadores fizeram testes com camundongos recém-nascidos. Os animais foram induzidos ao estresse. Os pesquisadores observaram que os ratos induzidos tiveram difusão intestinal, além de comportamentos parecidos como ansiedade e depressão. Eles também apresentaram níveis anormais de micróbios intestinais.

Os responsáveis pelo estudo acreditam que este é mais um passo para compreender como a microbiotia pode moldar o comportamento do hospedeiro  (Imagem: Reprodução/ROBERT F. BUKATY/O Globo/)
Os responsáveis pelo estudo acreditam que este é mais um passo para compreender como a microbiotia pode moldar o comportamento do hospedeiro (Imagem: Reprodução/ROBERT F. BUKATY/O Globo/)

Em seguida, eles repetiram o mesmo experimento com ratos ‘comuns’  e descobriram que, na ausência de bactérias, os ratos ‘estressados’ apresentavam os mesmo níveis de difusão intestinal, mas sem sinais de ansiedade ou depressão.

Os responsáveis pelo estudo acreditam que este é mais um passo para compreender como a microbiotia pode moldar o comportamento do hospedeiro e o quanto isso pode estender as observações originais no campo de transtornos psiquiátricos.

Compartilhe: