Jovem cria rede de empréstimos entre vizinhos

Por: Redação Comunicar erro

Em vez de comprar uma furadeira para pendurar a rede que você trouxe da viagem ao Nordeste, que tal dar uma olhada numa plataforma on-line, descobrir qual dos seus vizinhos tem uma e pegar emprestada?

Foi nesse tipo de situação que a estudante de comunicação da Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso) Camila Carvalho Vilela de Moraes, 24 anos, pensou quando criou o Tem Açúcar?. Uma de suas inspirações foi o próprio trabalho. Ela estagia atualmente na Carioteca, empresa que trabalha com facilitação de processos colaborativos no espaço de coworking Goma, que reúne pequenas empresas criativas  no Rio de Janeiro.

A proposta do site é organizar aquela velha batidinha na porta dos vizinhos e fazer com que pessoas compartilhem coisas entre si, por meio de empréstimos ou de doações, incentivando a troca responsável na própria vizinhança.

“Vivemos em um mundo abundante, mas que nos ensina, desde pequenos, uma escassez artificial e uma lógica de escassez. Quis fazer algo para mostrar às pessoas que elas têm na comunidade que as rodeia toda a abundância de que necessitam. Também fui apresentada a plataformas similares e que já funcionam muito bem em outros países, como o peerby.com e o neighborgoods.net”, conta Camila.

O funcionamento do Tem Açúcar? é simples: após se cadastrar, o usuário decide o raio de distância em que pretende interagir e lista os itens que gostaria de emprestar ou doar. Sempre que alguém daquela rede de vizinhança fizer uma busca sobre um produto que esse usuário tenha, ele será acionado.

O site deve entrar no ar em quatro meses, e a intenção é que funcione em todo o Brasil. Até lá, será feita uma campanha de crowdfunding para ajudar na operacionalização.

Antes de levar a ideia adiante, Camila fez um teste prático em seu condomínio, na zona sul do Rio de Janeiro. “Montei uma planilha numa cartolina para as pessoas colocarem o que tinham a oferecer, do que elas precisavam, o que elas queriam doar. Marquei lá que eu precisava de um desentupidor de pia. Depois de 15 minutos, bate na minha porta uma vizinha com um desentupidor na mão e um sorriso de orelha a orelha!”

Por QSocial

Compartilhe:

Tags: #troca