Jovens pintores de ONG brasileira têm quadros expostos na Suíça

Ação é considerada exemplar pelo Movimento Sou Responsável, uma campanha sem partidos, candidatos ou ideologia apoiada pelo Catraca Livre e pelo Instituto SEB de Educação

Por: Redação Comunicar erro

Crianças e adolescentes que vivem na comunidade da Pedreira, na zona sul da capital paulista, tornaram-se jovens pintores e agora terão seus quadros expostos em Lugano, na Suíça, durante o primeiro semestre deste ano.

Jovens pintores de ONG brasileira têm quadros expostos na Suíça

Eles integram a Casa dos Curumins, ONG que atende aproximadamente 450 crianças e jovens de 4 meses a 17 anos. Ali, acontecem diversos projetos sociais para proporcionar acesso a diferentes tipos de conhecimento, complementares às atividades escolares, como arte, comunicação audiovisual, cultura, esportes e música.

Essa história faz parte da série para o Movimento Sou Responsável, cuja meta é estimular o protagonismo dos brasileiros. Nesta eleição, o Catraca Livre e o Instituto SEB de Educação decidiram apoiar essa campanha para ajudar o brasileiro a ser parte das soluções, e não do problema.

As aulas de pintura foram realizadas durante o segundo semestre do ano passado. Segundo o fundador da instituição, Alberto Eisenhardt, o projeto fez sucesso entre os adolescentes. “Eles ficaram tão empolgados que se disponibilizaram a pintar durante os finais de semana, inclusive aos domingos, em feriados e até em período de férias escolares”, disse.

Jovens pintores de ONG brasileira têm quadros expostos na Suíça

As obras revelaram potenciais talentos e chamaram a atenção de artistas como o suíço-italiano Daniele Finzi Pasca, criador e diretor do espetáculo “Corteo”, do Cirque du Soleil. Pasca é um dos artistas que assinam o catálogo oficial da mostra, que contará com 110 obras.

Inicialmente, as pinturas estarão expostas em duas tradicionais casas de repouso, que têm grande movimentação diária. Logo depois, irão para um encontro de apoiadores que também será promovido na cidade suíça.

Compartilhe: