Projeto já impactou 13 mil brasileiros sem acesso a iluminação

Congresso reúne em São Paulo o que há de mais importante na área de energia solar

Por: Redação Comunicar erro

O projeto Litro de Luz Brasil já impactou a vida de mais de 13 mil brasileiros por meio de soluções ecológica e economicamente sustentáveis para combater a falta de iluminação nas cinco regiões do país.

Criado nas Filipinas, em 2011, o movimento global Liter of Light surgiu inspirado na solução que o mecânico brasileiro Alfredo Moser criou em 2002 para solucionar a falta de luz dentro de casa, composta por garrafas pet abastecidas com água e alvejante, que equivalem a uma lâmpada de 60 watts.

Crédito: Litro de Luz/Divulgação Projeto foi inspirado na solução que o mecânico brasileiro Alfredo Moser criou em 2002

Nesta semana a organização participa da Intersolar South America, feira que reúne o que há de mais importante nas áreas de energia fotovoltaica, tecnologias de produção FV, armazenamento de energia e termossolares, e que ocorre em São Paulo (SP), entre 27 e 29 de agosto de 2019, no Expo Center Norte.

A feira é uma grande oportunidade para Litro de Luz, que constrói postes e lampiões de canos PVC e garrafas PET que funcionam por meio de energia solar.

Durante o congresso, a presidente da instituição, Laís Higashi, dará uma palestra sobre como a metodologia de desenvolvimento social, aliada à tecnologia inovadora, já iluminou a vida de mais de 13 mil brasileiros que não têm acesso à energia elétrica, incluindo comunidades ribeirinhas da Amazônia e quilombolas de Goiás.

“É uma grande conquista para o Litro de Luz poder fazer parte da maior feira do setor solar na América do Sul. Com certeza trará muita visibilidade e ótimas conexões com empresas e organizações, desde clientes potenciais a fornecedores parceiros que podem nos ajudar a escalarmos cada vez nosso impacto”, comemora o vice-presidente de operações e tecnologia da instituição, Leonardo Uematsu.

Atualmente, a organização está presente em mais de 15 países e já impactou a vida de milhões de pessoas, além de ter recebido importantes premiações como o World Habitat Awards, da ONU, e o Zayed Energy Prize, considerado o Prêmio Nobel de energia sustentável.

Compartilhe: